Oito práticas sexuais ancestrais que são verdadeiramente estranhas! Algumas são mesmo perturbadoras.

Algumas são bastante perturbadoras.

Partilhar no Facebook
662 662 Partilhas

Pelo mundo fora, existem algumas práticas sexuais muito bizarras.

Veja das 8 práticas sexuais mais perturbadoras na Terra:

1 – Beber o esperma dos sábios da tribo Em Papua-Nova Guiné, os homens são separados das mulheres desde que têm 7 anosaté aos 17 anos. Para se tornarem homens, têm que furar a pele para evitar “contaminações” das mulheres e têm de igual forma que beber o esperma dos sábios da tribo!

Na tribo dos Baruyas, as mulheres não têm o direito de “montar” o homem durante o amor. Segundo as suas crenças, as secreções vaginais podem contaminar o homem. O cunnilingus é, portanto, igualmente proibido.

2 – Olhar para os seus pais enquanto se faz o amor

Nas ilhas Marquesas, é normal e até mesmo recomendado, olhar para os seus pais enquanto se faz o amor com a nossa cara metade, com o objetivo de se ter uma melhor vida/educação sexual.

3 – Poligamia fraternal

No Nepal, é comum praticar-se a poligamia fraternal – ou seja, ter-se a mesma mulher do que o nosso irmão. Esta prática explica-se com o objetivo de se efetuar uma melhor repartição dos terrenos entre as famílias. Quantas menos famílias existirem, mais terra há para todos!

4 – Masturbação em público

Para os faraós, a masturbação era um acto religioso. Foi ao masturbar-se que o deus Atum deu origem a Shu e Tefnut.

5 – Engolir o seu prepúcio

Na tribo aborígene das Mardudjaras, é tradição engolir o seu prepúcio depois da circuncisão. Depois da circuncisão é feita outra incisão no pénis. A ferida pode ir até ao ânus! O sangue é recolhido para um processo de purificação.

6 –Ter relações sexuais quando se é criança

Os Trobriandais são uma tribo que habita na ilha de Kiriwina, no oceano Pacífico. Nesta tribo, a primeira relação sexual acontece entre os 6 e os 8 anos nas raparigas, e entre os 10 e os 12 nos rapazes. Esta prática chocante dos Trobriandais é uma prática ancestral.

7 –Ter aulas sobre como retardar a ejaculação

Na ilha de Mangaia, Pacífico sul, não é raro que os rapazes de 13 anos se envolvam com as mulheres mais velhas para aprenderem a retardar a ejaculação. O objetivo: dar mais prazer à sua futura mulher!

8 –Raptar a mulher de outro

É frequente na tribo dos Wadaabes, no Níger, “roubar” a mulher doutro. O casamento combinado é uma prática comum na tribo, mas exista um festival anual onde é possível se maquilhar e roubar a mulher doutro. Se o “raptor” conseguir safar-se sem ser apanhado, eles tornam-se oficialmente um casal!

Partilhar no Facebook
662 662 Partilhas

Fonte: AyoyeMonde · Crédito foto: AyoyeMonde