Vítima de bullying com 15 anos vê um carro estranho à frente da sua casa: começa a gritar quando vê quem sai de lá

Austin foi intimidado por causa do seu rosto e muitas vezes sentiu-se isolado dos seus pares. Então um carro parou e mudou tudo.

Partilhar no Facebook
247 247 Partilhas

Vítima de bullying com 15 anos vê um carro estranho à frente da sua casa: começa a gritar quando vê quem sai de lá

O bullying é uma infeliz epidemia na nossa sociedade.

Insultar alguém devido à sua aparência é miserável o suficiente, mas intimidar alguém com uma doença que eles não conseguem evitar? Isso é demasiado baixo.

Austin Niehus é um adolescente que nasceu com a síndrome de Goldenha, uma doença genética incrivelmente rara que causa defeitos de nascença na cara e na cabeça.

A síndrome normalmente resulta da falta de formação nas orelhas, nariz, lábios e maxilar. Como resultado, os pacientes são frequentemente deixados com anormalidades no que toca a aparência física.

Aos 14 anos, Austin já tinha passado por 52 cirurgias corretivas.

No entanto, apesar de Austin basicamente ter crescido no hospital, entre centenas de médicos e mesas de operações, ele vive uma vida bastante normal.

Embora lhe faltasse uma coisa… 

As pessoas mais próximas de Austin descrevem-no como um rapaz inteligente, cheio de amor e bondade.

Infelizmente, outras pessoas que o rodeiam ficaram demasiado presas à sua aparência. Por ele ser diferente das crianças ditas “normais”, foi vítima de bullying desde pequeno. 

Como resultado do abuso constante, Austin sentia-se excluído e isolado das outras crianças na escola. Ansiava por uma amizade e procurava a companhia de outras pessoas com a síndrome de Goldenhar.

No entanto, por a sua doença ser tão rara, era difícil encontrar pessoas na mesma situação.

Mesmo assim, em breve as coisas mudariam… 

No vídeo abaixo, as câmaras gravam enquanto Austin, de 15 anos, espera por uma visita muito especial na sua casa no Colorado.

Quando um carro sobe a entrada da sua casa, Austin olha pela janela. Ele chama a sua mãe e os seus dois irmãos. 

O que se segue é um encontro de partir o coração entre duas pessoas que esperaram muito tempo para se encontrarem… o momento não podia ser mais perfeito. 

Nunca percebi como é que há pessoas que intimidam outras. Principalmente quando uma pessoa é intimidade apenas pela sua aparência física.

No entanto, embora me tenha partido o coração a história inicial de Austin, estou feliz por ele ter encontrado uma pessoa que está na mesma situação que ele. 

Partilhe esta história se ficou comovido.

Partilhar no Facebook
247 247 Partilhas

Fonte: newsner · Crédito foto: newsner