Uma mulher morre ao tropeçar e enfiar a cabeça numa cerca.

Uma morte horrível.

Partilhar no Facebook
159 159 Partilhas

Na China, uma jovem mulher, tragicamente, perdeu a vida sufocada numa cerca depois de tropeçar na sua bagagem.

A cabeça da mulher ficou presa na barreira, bloqueando o fluxo de sangue para o cérebro, matando-a em minutos.

A cena trágica foi amplamente criticada pela população local que não deixou de lembrar que não era o primeiro incidente deste tipo.

Além disso, muitas críticas foram enviadas ao governo, pois, após vários acidentes similares, nada foi feito para corrigir a situação. 

Fotos foram publicadas nas redes sociais, onde podemos ver que a mulher de vinte anos vestindo uma jaqueta branca e um chapéu preto com a cabeça presa na barreira que a mantém prisioneira pelo pescoço.

Os ajudantes chegaram 16 minutos após o acidente, mas já era tarde demais, porque a mulher já tinha morrido. 

Os paramédicos tiveram que cortar uma seção da barreira para remover o corpo. 

Este tipo de barreira é generalizada na China. 

Ela tem cerca de um metro de altura e é em forma de U.

O espaço entre as barras é da largura da palma de uma mão.

Muitos usuários da internet informaram que já ocorreram acidentes semelhantes.

Em março de 2016, uma mulher grávida também tinha morrido em circunstâncias idênticas.

Em Pequim, no verão de 2015, um aposentado morreu estrangulado por esse tipo de barreira.

Muitos especialistas em saúde explicaram que, no caso de um acidente, essas barreiras podem bloquear a artéria carótida e evitar que o sangue chegue ao cérebro.

Nesses casos, uma pessoa cujo fluxo sanguíneo é bloqueado pode morrer em menos de cinco minutos.

Partilhar no Facebook
159 159 Partilhas

Fonte: ayoyeglobal · Crédito foto: ayoyeglobal