Uma mulher esconde uma câmera e descobre um empregado da residência a tentar sufocar o seu pai.

As imagens demonstraram que um funcionário da residência tentou sufocar o pa dela.

Partilhar no Facebook
1,955 2.0k Partilhas

Uma mulher que suspeitava que o pai estava a ser abusado descobriu com horror que ela não estava enganada ao esconder uma câmera. As imagens filmadas mostraram que um funcionário da residência tentou sufocar o pai.

O funcionário em questão chama-se Corey Lucas e nas imagens filmadas pela câmera escondida, pode ser visto claramente a forçar o homem de 89 anos chamado Clarence Hausler usando a força. Ele força-o a engolir a comida, o empregado usou uma toalha de papel e torceu-lhe o nariz.

Como explicou a filha, Noleen Hausler, o incidente perturbador ocorreu em setembro de 2015 na instalação de cuidados residenciais de Adchaide, a Mitcham Residential Care Facility, uma residência de propriedade da Japara Healthcare Corporation.

Assim que Noleen descobriu as imagens chocantes, entregou-as à polícia e, pouco depois, Lucas foi detido e aprisionado.

A história está de volta às manchetes depois de Noleen ter sido convidada para falar num painel de inquérito que estava a ser realizado em Perth esta semana.

Numa declaração que apresentou, Noleen disse: "O confronto com estas imagens perturbadoras deixou-me em estado de choque e isso alimentou muita ansiedade sobre o meu pai. O meu coração batia rápido e as minhas mãos tremiam ".

O mais perturbador é que o pai de Noleen permaneceu nesta residência durante 13 anos e, como sofria de demência, não está claro quanto tempo durou o abuso.

Pouco antes de esconder a câmera, Noleen repetidamente perguntou ao gerente, temendo que o pai não estivesse a receber todos os cuidados necessários. Os funcionários então acusaram-na de espioná-los, mas uma vez que as imagens da câmera escondida foram divulgadas, a situação mudou a seu favor.

Aqui está o vídeo perturbador:

às vezes é melhor confiar na intuição.

Partilhar no Facebook
1,955 2.0k Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye