Uma mulher apunhala um homem até a morte e fere outros dois ao apanhá-los a abusarem da sua filha.

Todos os detalhes no artigo...

Partilhar no Facebook
8,075 8.1k Partilhas

Na África do Sul, uma mãe que fatalmente esfaqueou um predador sexual e feriu gravemente outros dois assaltantes que atacavam a sua filha soube que nenhuma acusação criminal será feita contra ela.

Os promotores da Coroa anunciaram que vão abandonar todas as acusações contra ela, incluindo a acusação de homicídio e as outras duas acusações de tentativa de assassinato.

A mulher de 56 anos foi apelidada de "Mama do Leão" porque ela correu a 3 km de distância com uma faca para atacar os três homens que esfaqueou até cair no chão depois ter sabido com uma amiga que a sua filha tinha sido violada.

A mãe então reconfortou a filha até que a polícia veio prendê-la.

Assim que a mãe foi presa, a população reagiu fortemente a seu favor.

Uma campanha de angariação de fundos foi criada para pagar as contas do advogado para a mãe e, em seguida, dois advogados ofereceram-se para ajudá-la gratuitamente.

A Coroa explicou que deixou cair todas as acusações porque não tinha a evidência necessária para chegar a um veredicto de culpa.

Os dois assaltantes que sobreviveram ao incidente foram acusados de violação.

A mãe explicou que antes de atacar os homens, ela tentou entrar em contato com a polícia, mas nenhum agente atendeu o telefone.

Partilhar no Facebook
8,075 8.1k Partilhas

Fonte: Derniere Heure · Crédito foto: Derniere Heure