Uma menina de 4 anos violada na casa de banho de um McDonald's

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Os pais de uma menina de quatro anos que foi violada numa casa de banho do McDonald's decidiram processar a escola.

A menina estava numa viagem escolar em Oklahoma quando o ataque ocorreu em 16 de julho.

De acordo com o Oklahoma News 4, a menina foi agredida na casa de banho localizado na área de lazer do restaurante.

A polícia disse que o suspeito de 37 anos, Joshua Kabatra, foi preso no local e foi logo após a sua detenção, que ele admitiu aos investigadores que havia agredido a menina depois de descobrir que ela havia voltado à casa de banho sem supervisão.

Embora a agressão tenha ocorrido dentro das paredes do restaurante, os pais decidiram processar a escola da filha.

Serão os funcionários responsáveis pela supervisão das crianças que serão o alvo do processo.

Nos documentos da acusação, está explicado que, no momento do ataque, a menina estava sob a responsabilidade da escola durante a viagem escolar.

A equipe jurídica da família argumenta que os funcionários responsáveis pela vigilância foram negligentes.

Demorou cinco minutos para que um dos funcionários percebesse que a menina estava ausente "há muito tempo".

O progresso do processo já está agitado, alguns dias após o ataque, o chefe de polícia Brandon Clabes disse aos meios de comunicação locais: "Os funcionários responsáveis pela supervisão não têm nada do que se envergonhar. Eles só perceberam que uma das crianças estava ausente há muito tempo, por causa da sua tenra idade ".

O chefe de polícia também acrescentou: "A única pessoa que fez algo errado foi o suspeito que cometeu um crime horrível numa menina de 4 anos".

A direção da escola não quis comentar a história e o McDonald's enviou um pedido público de desculpas pela situação.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye