Uma mãe injetou lixívia no corpo do seu bebé de 18 meses porque “não gostava dele”

Ela merece o inferno.

Partilhar no Facebook
1,660 1.7k Partilhas

Uma mãe foi condenada à prisão depois de admitir que injetou lixívia e sabão líquido na sua filha de 18 meses. A mãe explicou que também cortou o bebé com uma lâmina de barbear, porque não sentia afeição pela filha.

A história arrepiante aconteceu em Istambul, na Turquia.

A mãe, retratada pela mídia local como Elif K., havia sido encontrada duas vezes pelos investigadores da polícia e eles decidiram deixá-la ir para que voltasse para cuidar da filha, Eylul Miray. 

Mas quando a criança foi internada pela terceira vez, a polícia começaram a questionar seriamente o comportamento da mãe e ele finalmente admitiu que ela tinha começado a torturar a filha com a idade de apenas um mês. 

A mãe, em particular, disse o procurador da Coroa .. "Eu não conseguia amar a minha filha, ela não me aquecia o coração, então decidi torturá-la desde que ela tinha um mês. Eu coloquei lixívia e sabão líquido nos seus ouvidos, nariz e umbigo até que ela sangrasse, então eu levava-a para o hospital para tratamento. Em casa torturava-a. Eu injetava-lhe lixívia e sabão líquido e cortava-a com uma lâmina de barbear a cabeça, olhos, pernas, braços. Quando ela estava no hospital, eu injetava-lhe sabão líquido nas veias e em casa injetava-lhe também lixívia nas veias". 

Elif K. é mãe de três filhos e estava acima de qualquer suspeita até que os familiares notaram que a sua falecida filha estava regularmente doente.

Foi o cônjuge e o pai dos filhos que levaram a menina para o hospital pela terceira vez.

A mãe será sentenciada à prisão e o juiz deverá anunciar a sentença nos próximos dias.

Partilhar no Facebook
1,660 1.7k Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye