Uma mãe come com o seu futuro genro. Alguns dias depois, ela encontra uma foto dele que dá arrepios

Toda a história aqui

Partilhar no Facebook
655 655 Partilhas

Heidi e Ed Savitt casaram-se no verão passado. Ambos têm 26 anos e nunca pensaram que alguma coisa abalaria a sua relação sólida.

O site Faith Tap informa que os dois pombinhos conheceram-se em 2011 na Universidade de Newcastle, em Londres.

Ed mudou-se para uma casa onde Heidi já tinha morado. O casal começou a namorar depois de Ed ter enviado a Heidi um texto sobre como usar um secador. Aconteceu tudo naturalmente entre os dois.

No entanto, vai tudo por água abaixo quando a mãe de Heidi decide pesquisar o passado do seu futuro genro depois de ter jantado com ele.

A mãe de Heidi, Kay Parker, começou a falar acerca da sua paixão em viajar com a mãe de Ed. Ela revelou que Heidi tinha tido um “romance de verão” com um rapaz também chamado Ed quando tinha 6 anos. Os dois tinham sido inseparáveis durante duas semanas na Turquia.

Foi uma coincidência tão estranha que a mãe de Ed partiu o copo de vinho quando ouviu o nome do menino. 

A mãe de Heidi ficou assombrada com a história. Então, depois de os convidados irem embora, ela subiu até ao sótão para ver algumas fotos de férias antiga.

Heidi não tinha lembranças desse encontro com o menino chamado Ed. No entanto, ficou muito surpreendida quando a sua mãe lhe mostrou as fotos das férias na Turquia.

Os dois pombinhos já namoravam aos 6 anos. Na foto, Ed estava ao lado de Heidi, com o mesmo rosto, o mesmo cabelo.

“Eu gritei, era surreal, é louco pensar que poderíamos nos ter casado, partilhado as nossas vidas sem nunca saber disto”, disse Heidi ao Daily Mail.

Heidi nunca acreditou em destino, mas acredita que Ed estava, claramente, destinado a ser seu marido.

Outras notícias:

Uma menina de 10 anos é acusada de matar um bebé de seis meses em uma creche no Wisconsin. Ela será julgada como um adulto, dada a gravidade da acusação.

A menina estava numa creche da família no condado de Chippewa quando acidentalmente deixou cair o bebé que começou a chorar.

Como o bebé não se acalmou, a menina entrou em pânico e começou a saltar na cabeça do bebé até ele parar de chorar.

O bebé foi declarado morto no hospital. "No final da tarde, o departamento do xerife recebeu uma chamada de um membro da equipe médica que disse que os ferimentos do bebé não foram resultado de um acidente", disse o xerife Jim. Kowalczyk.

A menina permanece detida durante o julgamento. O xerife ainda está a investigar esta morte no mínimo preocupante.

Braga: Agredida no recreio por usar mochila com rodinhas

Aluna do quinto ano da Escola Básica (EB) de Vila Verde teve de receber tratamento hospitalar depois de, segundo a mãe, ter sido vítima "mais do que uma vez" de bullying por parte de outros alunos.

Tudo terá começado de acordo com a mãe, porque a criança usa uma mochila com rodinhas. Foi apresentada queixa na GNR de Vila Verde e a direção da escola iniciou um processo.

A menina, terá sido empurrada, quando se encontrava sentada, e depois agredida por outros jovens no recreio. Ela já por diversas vezes se queixou de atos de violência e "gozo" dos colegas de turma e alunos de outros anos. 

Então na passada quarta-feira, ela foi transportada para o Hospital de Braga onde, entre outros tratamentos, teve que ser suturada com três pontos no sobrolho.

Mochila de rodinhas

A menina de 12 anos tem necessidades educativas especiais (NEE). "A minha filha tem uma constituição física muito frágil e, no início do ano letivo, levava uma mochila com rodinhas para a escola porque não aguentava o peso dos livros", relembrou a mãe.

A discriminação terá começado aí. "Havia colegas que gozavam com ela, tiravam-lhe a mochila e andavam com ela aos pontapés", referiu a mãe. O facto de a criança ter 12 anos e frequentar o quinto ano de escolaridade terá sido também motivo "de gozo" por parte de outros alunos.

Na passada quarta-feira, a menina estaria sentada num banco do recreio e terá sido empurrada por duas colegas, tendo, no final, ficado com a cara inchada e o sobrolho teve de ser suturado.

"Já detetámos algumas incongruências nos relatos que ouvimos. Abrimos um processo de averiguações, mas não está posta de parte a possibilidade de ter sido uma brincadeira que correu mal", referiu Alberto Rodrigues, responsável pela Escola Básica de Vila Verde.

Na sexta-feira, a menina esteve no Instituto de Medicina Legal a ser observada. Por indicação técnica, não deverá voltar à escola nos próximos dias. "No caso de se confirmar que existe matéria para procedimento disciplinar, é claro que os alunos em causa serão responsabilizados", finalisou o diretor da escola.

Grande tristeza

"Sinto uma enorme tristeza pela minha filha, mas também pelas crianças que fazem estas maldades sem que os pais se apercebam de nada e que, na própria escola, não haja a perceção do que é brincar e agredir e gozar com as outras crianças", concluiu a mãe.

Mãe da jovem menina vítima de bullying partilha texto emocionante

O bullying é uma praga que está a matar muitas vítimas em todo o mundo todos os dias.

Carrie Golledge, mãe de Tiverton, na Inglaterra, partilhou a foto da sua filha de seis anos, Sophia, no Facebook.

Sophia foi intimidada e sofreu tanto que acabou no hospital.

Carrie acompanhou a imagem com um texto que foi compartilhado quase 240.000 vezes e teve mais de 204.000 reações.

"Isto é o que o bullying faz... Esta é a minha filha de 6 anos, hospitalizada, devido ao bullying...", começou por escrever na legenda da fotografia onde a menina surge deitada numa cama.  A britânica, de 29 anos, pretendeu chamar a atenção para esta questão, dizendo que é preciso que este seja um tempo de mudança.

"Esta é minha filha que parou de comer, tem chorado até dormir e teve ansiedade tão severa que vomitou mais de 20 vezes numa hora durante a noite", continuou Carrie.  Para que mais nenhuma criança sofra desta forma, esta mãe pede que a história da menina seja partilhada: "Por favor, ajude-nos a partilhar a história dela. Vamos mostrar-lhe o apoio que a escola dela não deu".

Publicação traduzida na sua totalidade:

"Isto é o que o bullying faz ...

Aqui está a minha menina de 6 anos, hospitalizada, por intimidação ...

Esta é a minha filha com um coração tão grande que, apesar da sua 'doença', ela "não quer que ninguém entre em apuros" ...

Aqui está a minha filha que parou de comer, adormeceu, estava tão ansiosa que vomitou mais de 20 vezes numa hora durante a noite ...

Esta é a minha filha cuja "melhor amiga" abusou dela emocionalmente durante tanto tempo que ela pensou que era normal ...

Esta é a minha filha que foi hospitalizado e fez muitas viagens por causa da sua ansiedade ...

Aqui está a minha filha que foi criticado por "contar histórias na escola" ...

Esta é a minha filha que tem sido alvo de gozo na redes sociais por ter pais corajosos e por ter um coração tão puro ...

Aqui está a minha filha que, ao abordar os problemas da sua escola, nos disse: "São apenas crianças de 6 anos que agem apenas como crianças de 6 anos" ...

Esta é a minha filha a quem a escola disse que ela deveria ser a pessoa que devia ter vergonha e para se esgueirar por outra porta pela manhã ...

Esta é a minha filha a quem a escola falhou de tal maneira que a tivemos que mudar de escola...

Esta é a minha filha que é uma das muitas pessoas que passam por isto ...

Esta é a minha filhacuja história é distorcida e manipulada por aqueles que deveriam protegê-la na escola quando ela estava sob os seus cuidados ...

Esta é a minha filha que não quer que isto aconteça com mais ninguém. Portanto, esta é a história da minha filha que partilhamos, mas é uma das muitas vítimas ... demasiadas!

Por favor, nos ajude a partilhar a sua história. Vamos mostrar-lhe o apoio que a sua escola não lhe quis dar. "

Num comentário na sua publicação, Carrie agradeceu às pessoas e informou-as que Sophia está a melhorar agora.

"OBRIGADO MUITO PELAS MENSAGENS DE APOIO. Eu tenho sido inundadapor mensagens incríveis de pessoas que eu nem conheço e tento ler todas elas ... Vocês são incríveis. Estou lentamente a recuperar a confiança na humanidade, uma confiança que nos foi tirada nos últimos dois meses ", escreveu ela.

Partilhar no Facebook
655 655 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye