Uma mãe apunhala a filha de 11 anos mais de 70 vezes antes de incendiar a sua casa.

Que horror!

Partilhar no Facebook
252 252 Partilhas

Uma mãe apunhala a filha de 11 anos mais de 70 vezes antes de incendiar a sua casa.

Em Tulsa, a polícia prendeu uma mãe que se ria após esfaquear a filha mais velha entre 50 e 70 vezes antes de fugir com filha de 8 anos.

A mãe de 39 anos chamada Taheerah Ahmad foi presa no centro de Tulsa na tarde de quinta-feira.

As autoridades acusam a mãe de esfaquear a filha de 11 anos na noite de segunda-feira antes de fugir com a filha de 8 anos, Hafsa. De acordo com relatos da imprensa local, a menina de 8 anos estava sã e salva quando a mãe foi presa.

A mãe, portanto, enfrentará várias acusações criminais graves e foi presa sem possibilidade de liberdade. 

Quanto à menina de 11 anos que foi esfaqueada várias vezes, ela ainda está em estado crítico e atualmente está a receber assistência respiratória porque está inconsciente.

De acordo com o que a polícia informou, a mãe explicou que estava com raiva pela maneira como seus filhos "olhavam para ela".

A mãe teria amarrado as duas filhas de 9 e 11 anos de idade, e a mais nova das duas conseguiu escapar com a ajuda da irmã mais velha.

A menina de 9 anos de idade, em seguida, foi para a casa de um vizinho para entrar em contacto com a polícia o mais rápido possível.

Quando a polícia chegou a casa, a irmã de 11 anos estava deitada no chão da cozinha e a mãe já tinha fugido com a filha de 8 anos.

Uma agente chamada Jeanne MacKenzie, que interveio na cena do crime, disse à imprensa da KJRH que, quando chegaram ao local, os agentes tiveram a impressão de estarnum filme de terror por causa da quantidade de sangue que estava na casa.

A agente acrescentou que o incidente foi traumático para todos. 

A mãe tentou queimar a casa, mas felizmente a ajuda chegou ao local antes que fosse tarde demais.

Após a sua detenção, a mãe explicou que queria queimar a casa para ter certeza de que a filha estava morta.

De acordo com a menina de 8 anos que foi salva, a mãe manteve-as como reféns durante uma semana antes de a situação se intensificar.

Partilhar no Facebook
252 252 Partilhas

Fonte: ayoyemonde · Crédito foto: ayoyemonde