Notícias : Uma criança de 6 anos é banida da escola por causa do seu corte de cabelo.
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Uma criança de 6 anos é banida da escola por causa do seu corte de cabelo.

Dê uma olhada e julgue por si mesmo!

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
66 66 Partilhas

Uma mãe ficou furiosa depois do seu filho de seis anos ser expulso da escola por causa do seu cabelo. De fato, o menino que usa um penteado de tipo "mohawk" foi informado pela direção da sua escola que temia que uma ponta do seu cabelo pudesse machucar os olhos dos seus colegas.

Naquele dia, o pequeno Charlie Chafer estava muito animado em ir à escola, porque ele seria capaz de mostrar orgulhosamente aos seus colegas de classe o seu novo penteado que ele próprio escolhera. No entanto, as coisas não se passaram como desejado por Charlie, porque apenas algumas horas após a sua chegada à escola, a sua mãe, Kirstie-Lea Day, recebeu um telefonema da direção.

A mensagem dada à mãe foi muito clara: O Charlie não podia voltar à escola até trocar de penteado.

A mãe que trabalha em casa disse ao Metro: "Não é justo Charlie ser o único na sua escola a ter que rapar a cabeça, é apenas um pequeno mohawk de nada. o que não afetará de forma alguma a sua aprendizagem ou a dos outros alunos ".

Kirstie-Lea é mãe de outras duas crianças de 8 e 4 anos, e como a direção lhe deixou claro, o filho não voltará à escola até que a sua mãe lhe rape a cabeça. .

Embora a mãe tivesse sugerido à escola simplesmente molhar o cabelo para que o penteado não forme um pico, a direção não quis mudar de posição.

A mãe está, portanto, a pensar em mudar o filho de escola, porque vê com olho muito mau o que a direção fez por um simples caso de um penteado.

O que deixou Kirstie-Lea extremamente indignada foi que a direção mencionou que os picos do seu cabelos poderiam magoar outros estudantes, ou até mesmo os olhos de um dos seus colegas de classe.

A mãe decidiu manter o filho em casa durante três dias e, quando a direçãoentrou em contato com ela para saber o porquê da ausência, Kirstie-Lea explicou que era porque o filho não tinha autorização para ir para a escola. A direção teria então insinuado que ela era uma mãe muito má ao fazê-lo.

Apostamos que esta história não acabou e ainda vai dar muito que falar!

Partilhar no Facebook
66 66 Partilhas

Fonte: Metro
Crêdito foto: Courtoisie

Goste/partilhe