Uma coincidência incrível chocou os EUA, duas vizinhas adotaram duas crianças chinesas e depois descobriram que as crianças eram.

Mundo pequeno.

Partilhar no Facebook
209 209 Partilhas

Staci e Jim Maneage, de St. Peters, moradores de Missouri, EUA, adotaram a menina Elliana, de 10 anos, adoção tardia, depois de muito tempo morando em um orfanato chinês. 

Na mesma época, por coincidência, um casal da mesma congregação adotou outra criança chinesa, Kinley, e ela tinha sete anos. A família Galbierz vivia a apenas três minutos de distância a pé da família Maneages, e as duas meninas frequentavam a mesma escola. Kinley e Elliana foi quando as duas se tornaram amigas que as coisas vieram à tona. 

A China é um país gigante e é quase impossível algum nível de parentesco, já que as duas vieram de cidades diferentes, mas os pais ficaram muito intrigados com a conexão das duas e com o tanto que eram parecidas.

A cisma era tanta que eles resolveram fazer um teste de DNA. 

A decisão de fazer o teste foi da família Maneages, mas logo a outra família também aceitou. 

O resultado saiu e surpreendeu a todos: possibilidade de 99,9% de as duas meninas serem meias-irmãs!

Será que podemos chamar isso de destino? Providencia divina? Muito incomum e totalmente improvável, mas aconteceu. 

Assista (em inglês) o relato dessas famílias neste vídeo:  

Encontrar uma irmã que nem sabia que tinha, ganhar uma família amorosa depois de 10 anos.... Isso tudo foi um presente e tanto para Elliana, e também para Kinley.

Partilhar no Facebook
209 209 Partilhas

Fonte: Não Acredito · Crédito foto: Não Acredito