Uma avó que foi abusada e humilhada por cuidadores morreu como resultado de uma longa luta contra a demência.

A pobre mulher morreu depois de sofrimentos atrozes.

Partilhar no Facebook
1,173 1.2k Partilhas

Uma avó que foi abusada e humilhada por cuidadores morreu como resultado de uma longa luta contra a demência.

Uma bisavó que tinha sido filmada em perigo na sua cama enquanto cuidadoras se riam dela morreu de demência aos 87 anos de idade.

A mulher chamada Freda Jobson morreu na última segunda-feira da doença de Alzheimer, cercada pela sua família.

A sua filha chamada Maddy disse à imprensa que ficou aliviada ao saber que a sua mãe foi capaz de morrer com dignidade depois de ter sofrido o tratamento cruel dos funcionários da Keldgate Manor, uma residência de idosos de Beverley em East Yorkshire.

Segundo Maddy, a senhora foi tão mal tratada que literalmente perdeu o gosto pela vida. 

Três funcionárias da Keldgate Manor divertiam-se rindo-se dela enquanto abusavam da pobre mulher.

As três mulheres foram demitidas, mas os ferimentos emocionais de Freda nunca mais desapareceram.

Num vídeo em que podemos ver a pobre mulher em apuros, podemos ouvir as funcionárias a rir-se perguntando se ela era uma bruxa praticando "magia negra".

Outro vídeo até mostrou à família de Freda que as funcionárias se divertiam reutilizando bandas antigas que cobriam as feridas e colocavam-nas de volta na cabeça da senhora. 

As funcionárias constantemente se riam dos seus grunhidos de dor.

Christine, uma das flhas de Freda, diz: "Ela estava tão vulnerável que não tinha poder para se defender".

Maddy prossegue dizendo: "A nossa mãe tem sido tão forte a vida toda, estamos tão agradecidos por ela ter tido uma morte digna cercada por aqueles que amava, ela era tão cuidadosa, será sentida por todos. "

Freda nasceu no dia 7 de outubro de 1930 e no dia 15 de novembro de 1952 ela casou-se com George Jobson.

O casal viveu amorosamente durante muitos anos até a morte de George em 1994 como resultado de cancro.

Freda passou então os anos seguintes mantendo uma certa solidão.

Assim, quando surgiram os primeiros sintomas da doença de Alzheimer, ninguém se percebeu que a saúde da senhora estava em perigo.

Finalmente, as três funcionárias que maltrataram Freda, Tracy Priestley, 41 anos, Sophie Hinchsliff, 24, e Danielle Snowden, 25, foram acusadas criminalmente e sentenciadas a 12 meses de serviço comunitário e multa de mais de 1000 dólares. Elas também terão que se reorientar em outra área, porque foram impedidas de trabalhar nesta área para sempre.

____

O que achou deste artigo? Partilhe o seu ponto de vista nos comentários, e partilhe com os seus amigos e familiares nas redes sociais…

Se estiver interessado nas últimas noticias sobre a atualidade, sobre famosos, comédia, animais, lifestyle ou sobre noticias viriais, siga-nos na nossa página no facebook Vamos lá Portugal.

Não hesite em deixar a sua opinião sobre a publicação. 

Partilhar no Facebook
1,173 1.2k Partilhas

Fonte: Ayoyemonde · Crédito foto: Ayoyemonde