Um pai faz da lápide do filho de 10 anos uma obra de arte

Tão bonito. Tão trágico.

Partilhar no Facebook
591 591 Partilhas

Um pai faz da lápide do filho de 10 anos uma obra de arte

A 23 de setembro de 1988, Ernest e Anneke Robinson deram as boas-vindas ao seu filho, Matthew.

Infelizmente, Matthew nasceu com sérias incapacidades. Devido a deficiências enquanto estava no útero, ele nasceu cego e paralisado do pescoço para baixo.

Os médicos disseram aos pais que Matthew podia morrer poucas horas após o nascimento. No entanto, mostrando uma coragem e força extraordinárias, e com o apoio da sua família, ele viveu até aos seus 10 anos e meio.

Quando chegou a hora de enterrar Matthew em 1999, Ernest decidiu que a lápide do filho deveria ser algo extraordinária; linda e única, só para ele.

A lápide representaria todas as qualidades de Matthew, simbolizando a sua esperança em vez da tristeza.

Temos que admitir, a lápide de Matthew é a coisa mais emocionante que alguma vez vimos… 

Matthew Stanford Robinson nasceu em 1988. Nasceu cego e tetra paraplégico mas não deixou as suas incapacidades o pararem.

Matthew excedeu as expetativas dos médicos. Viveu uma vida cheia de amor. 

Apesar de ele só conseguir dizer algumas palavras, Matthew continuou a inspirar a sua família e a comunidade de onde ele vivia.

No domingo, 21 de fevereiro de 1999, Matthew faleceu enquanto dormia.

A igreja onde foi feito o funeral ficou cheia de pessoas. 

Em 2000, Ernest decidiu construir uma lápide em memória do seu filho, no cemitério de Salt Lake City. Ele queria algo diferente, único e que se destacasse no cemitério.

Ele escreveu a mais simples das inscrições na base da lápide. 

Mas a parte de cima é algo completamente diferente. 

A parte superior da lápide é uma escultura de um menino que se levanta da cadeira de rodas com as mãos voltadas para o céu.

Matthew é descrito como “livre dos seus fardos”. 

A lápide tornou-se um símbolo de esperança e inspiração; uma marca contra a tristeza e pensamentos sombrios.

 A estátua de Matthew, que desde então tem sido visitada por milhões de pessoas de todo o mundo, oferece luz e incorpora coragem. 

Muitas pessoas ficam com essas sensações quando visitam a campa de Matthew.

“Um dia, enquanto fazia pesquisa no Cemitério de Salt Lake City, vi esta linda lápide. Trouxe-me imediatamente lágrimas aos olhos e continua a trazer cada vez que a vejo. Nunca me tinha deparado com uma estátua tão comovente antes”, lemos no Enjoy Utah. 

Inspirado pelo seu filho, Ernest e Anneke criaram uma instituição de caridade.

Ela angaria dinheiro para crianças e ajuda os menos afortunados; pessoas com condições como paralisia cerebral, cancro, lesões na medula espinal e esclerose múltipla. 

Para Ernest e Anneke, ajudar os outros torna-se-lhes possível honrarem as contribuições de Matthew para as suas vidas.

É uma lápide incrível, a que Ernest fez para o filho. 

Partilhe a história no Facebook se também ficou comovido.

Partilhar no Facebook
591 591 Partilhas

Fonte: Newsner · Crédito foto: Newsner