Um nascer do sol “diabólico” durante um eclipse fotografado no Golfo Pérsico

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Um fotógrafo testemunhou um nascer do sol "diabólico", onde 'apareceram' dois chifres gigantes do diabo devido a um raro eclipse solar no Golfo Pérsico.

O eclipse solar fez com que o sol fosse parcialmente obscurecido pela lua e o fenómeno também ocorreu ao nascer do sol, quando o céu estava muito vermelho.

Também deve ser levado em consideração que o fotógrafo Elias Chasiotis estava exatamente no lugar certo e na hora certa quando ele usou a sua câmera.

Além disso, nem nos atrevemos a imaginar o quanto o fotógrafo se deveria alegrar ao fotografar esse nascer do sol, porque, originalmente, tudo o que ele queria era capturar uma boa visão geral do eclipse do sol.

A combinação do eclipse e os efeitos de miragem que refrataram a luz da superfície do oceano forneceram imagens particularmente impressionantes.

O efeito é chamado Fata Morgana e ocorre quando a luz passa através de camadas de ar com temperaturas diferentes.

Numa entrevista que deu ao Bored Panda, Elias Chasiotis disse:

"Eu esperava que efeitos ópticos como uma miragem mais baixa fossem visíveis e tive a sorte de capturá-los. Eu tinha medo de que nada saísse do eclipse. No entanto, quando o sol finalmente começou a nascer, parecia duas peças separadas, uma espécie de chifre vermelho a perfurar o mar. [...] Por causa da sua forma, o fenómeno foi apelidado de "mau nascer do sol".

Elias acredita que foi o nascer do sol mais incrível que ele já viu.

Não é todo dia que podemos obter imagens perfeitas de um evento celestial tão raro.

Por fim, é ainda menos provável que Elias tenha mais uma vez a oportunidade de tirar essas fotos e apostamos que ele nunca se arrependerá de ter aproveitado essa oportunidade única!

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye