Um homem tortura até à morte o filho de 8 anos da namorada porque suspeita que ele é homossexual.

É horrível ... pobre menino.

Partilhar no Facebook
1,370 1.4k Partilhas

Um homem foi acusado de conspirar com a namorada para matar o filho de 8 anos porque achava que ele era homossexual.

O acusado de 32 anos, Isauro Aguirre, um homem de Palmdale, Califórnia, supostamente torturou o filho da esposa, Gabriel Fernandez, em numerosas ocasiões.

Aguirre teria forçado o menino a comer o seu próprio excremento, pulverizou-o com spray de pimenta Cayenne, apagou cigarros na pele dele, bateu-lhe com um bastão de beisebol e disparou até mesmo contra a criança usando uma espingarda.

Para adicionar ao horror, a mãe do menino teria estado ao lado do namorado durante a maioria desses gestos horríveis.

De acordo com o tribunal, Aguirre forçou o menino a vestir-se como uma menina antes de ir para a escola, e ele costumava dizer que estava zangado pelo fato de de suspeitar que ele fosse gay.

Aguirre mede mais de 1,80m e pesa mais de 120 quilos. No momento da sua morte, o pequeno Gabriel mediu apenas 1,20m e pesava apenas 27 quilos.

O tribunal explicou que quando o acusado e a namorada pediram ajuda, não era para salvar a vida de Gabriel, mas com a esperança de frustrar qualquer investigador.

Os dois adultos serão julgados em separado.

Partilhar no Facebook
1,370 1.4k Partilhas

Fonte: AyoyeMonde · Crédito foto: AyoyeMonde