Um casal diabólico filma-se a ter relações com filha de 4 anos

Eles venderam depois o vídeo!

Partilhar no Facebook
1,307 1.3k Partilhas

Um casal diabólico filma-se a ter relações com filha de 4 anos

Um casal supostamente filmou uma cena de abuso sexual com a filha de 4 anos antes de vender o vídeo a pornógrafos infantis na Austrália por US $ 70.

O homem de 29 anos e a mulher de 30 anos podem ser primos. O vídeo mostrando o ataque à filha de 4 anos foi supostamente filmado na Ucrânia.

De acordo com o que as autoridades relatam, o casal começou a abusar da menina quando ela tinha apenas 2 anos de idade.

A polícia partilhou fotos mostrando que o casal havia sido preso antes de ser detido. Outras fotos também mostram agentes a capturar vídeos, imagens e brinquedos sexuais.

Foi uma informação vinda da Austrália que colocou a polícia na trilha do casal que vive na Ucrânia. 

Segundo o canal TSN na Ucrânia, seria um investigador da Austrália que teria notado a presença de um código de barras numa das imagens filmadas pelo casal. A análise do código de barras ajudou a localizar o casal na Ucrânia, o código de barras vinha de uma cadeia de lojas na região de Poltova.

O jornal local Moskovsky Komsomolets explica: "Os australianos continuaram ã pressionar os seus colegas na Ucrânia, porque novos vídeos mostrando uma certa criança continuavam a aparecer e sempre vinham da mesma fonte ".

Investigadores na Ucrânia não esconderam que, inicialmente, tiveram muita dificuldade para localizar o casal.

Um policia não hesitou em chamar os dois suspeitos de "casal diabólico", enquanto policias de alto escalão até chamaram de "monstros" a ambos os pais. 

A polícia ainda não revelou se outros australianos foram presos durante a mesma investigação.

De acordo com um relatório, o casal vendeu os seus vídeos na Austrália e na Ásia por meio de transações de criptografia.

Os vídeos foram vendidos por valores entre US $ 70 e US $ 140.

O casal mudava de cidade regularmente, a cada 2 ou 3 meses. 

Ambos os pais podem ser condenados a 12 anos de prisão.

Eles estão atualmente detidos aguardando julgamento.

As autoridades sugeriram que a menina nunca teria voltado para os pais. Está previsto transferi-la para uma família adotiva, mas, no momento, ela está hospedada num centro de reabilitação.

Finalmente, a polícia diz que em breve poderá prender um ou os dois cúmplices do casal.

Partilhar no Facebook
1,307 1.3k Partilhas

Fonte: Ayoyemonde · Crédito foto: Ayoyemonde