Triatleta foia tacado por homens que lhe serraram as pernas

Assaltantes não quiseram telemóvel, carteira...

Partilhar no Facebook
374 374 Partilhas

Triatleta foia tacado por homens que lhe serraram as pernas

O triatleta sul-africano, Mhlengi Gwal foi atacado na passada terça-feira por três homens que lhe tentaram cortar as pernas serrando-as.
Mhlengi Gwala estava a andar de bicicleta quando foi atacado e os homens não queriam rouba-lo uma vez que não levaram telemóvel, carteira...

 O objetivo  foi mesmo cortar-lhe as pernas com um serrote.Começaram pela perna direita e só pararam quando chegaram ao osso e não conseguiram continuar e foi então que começaram a serrar a perna esquerda do atleta. Nesta altura, avistaram alguém e fugiram.

O atleta arrastou-se até a estrada e pediu ajuda. 

Neste momento está a ser fortemente medicado e está a aguardar a cirurgia que lhe irá salvar a perna direita e que ejá esteve em risco de ser amputada. Felizmente  a serra não atingiu nenhuma artéria principal e os cirurgiões estão confiantes de que podem salvar a perna direita, que foi serrada até ao osso.

Mhlengi descreveu esta ato violento como "absolutamente nojento" e questionou sobre a segurança das estradas na África do Sul.
O vice-ministro sul-africano do Desporto Gert Oosthuizen, classificou o ataque de "totalmente inaceitável" e disse que a polícia está a investigar o caso como tentativa de homicídio.

 O triatleta Henri Schoeman, que ganhou a medalha de bronze para a África do Sul nas Olimpíadas de Rio de Janeiro, em 2016, iria participar este mês nos campeonatos nacionais da África do Sul.

Para ajudar o triatleta, está a decorrer uma iniciativa através da plataforma "BackABuddy", intitulada "Vamos trazer Mhlengi de volta à sua bicicleta" e que pretende recolher verbas para os tratamentos médicos.

Partilhar no Facebook
374 374 Partilhas

Fonte: www.dn.pt · Crédito foto: www.dn.pt