Traficantes de drogas condenados à morte são executados diante de uma multidão.

Não é para brincadeiras!

Partilhar no Facebook
1,077 1.1k Partilhas

Na China, dois traficantes foram condenados à morte e fora fuzilados na frente de centenas de pessoas que testemunharam a execução.

Os dois criminosos tomaram conhecimento do veredicto do juiz num parque na cidade de Haikou. Pouco depois de o juiz ter proferido o seu veredicto, os dois homens foram executados no local.

Muitos dos espectadores presentes eram estudantes usando os seus uniformes escolares.

Esta sentença pública seguida de execução foi organizada conjuntamente pelo Tribunal de Qiongshan e pelo Tribunal Popular Intermediário de Haikou. Estima-se que pouco mais de 300 pessoas compareceram.

Este julgamento bastante incomum ocorreu por ocasião do Dia Contra o Abuso de Drogas e o Tráfico Ilícito, que acontece na China todos os anos no dia 26 de junho.

O primeiro dos dois vendedores de drogas a receber o seu veredicto de culpa foi um homem de 39 anos chamado Cai Liqun. Este último foi acusado de vender metanfetaminas e magu, um novo tipo de droga na China produzido a partir de uma mistura de metanfetaminas e café.

Cai estava a receber drogas pelo correio para traficar de setembro a novembro de 2015.

O segundo criminoso era um homem de 36 anos chamado Huang Zhengye, acusado de transportar e vender metanfetaminas.

O homem havia sido preso em setembro de 2015 com uma quantidade significativa de metanfetaminas, além de uma quantia considerável de dinheiro que ele havia obtido visivelmente por meio do seu comércio ilegal.

Logo depois que o juiz proferiu os dois vereditos, ele anunciou que os dois criminosos seriam sentenciados à morte, de acordo com as ordens do Supremo Tribunal Popular e do Tribunal Popular Intermediário de Haikou.

O juiz, portanto, anunciou as condenações da seguinte maneira: "Agora, ordeno que Cai Liqun e Huang Zhenye sejam trazidos para o local da execução e que os dois criminosos sejam executados por fuzilamento".

No mesmo dia, outras 17 pessoas suspeitas de crimes relacionados com drogas conheceram o juiz neste evento público.

Entre estes 17 criminosos, há 8 que enfrentaram uma sentença de morte.

Esta não é a primeira vez na China que os criminosos recebem uma pena de morte na frente de espectadores.

As autoridades estão a usar este método para desencorajar o público de se aventurar num caminho criminoso.

Geralmente, as decisões dos juízes são consideradas e tomadas antes do julgamento público e o juiz apenas o anuncia diante da multidão.

Embora grande parte da população seja a favor dessas execuções públicas, vários intelectuais e ativistas não hesitam em denunciar essa forma de fazer as coisas.

Partilhar no Facebook
1,077 1.1k Partilhas

Fonte: DailyMail · Crédito foto: Courtoisie