Sem-abrigo encontrado sem vida no centro do Porto

​As autoridades locais têm sido alertadas já há vários anos para a situação que se passa na Praça dos Poveiros

Partilhar no Facebook
628 628 Partilhas

As autoridades locais têm sido alertadas já há vários anos para a situação que se passa na Praça dos Poveiros, em pleno centro do Porto.

Neste momento cerca da 10 pessoas vivem neste local, dormem no parque de estacionamento subterrâneo, tomam banho e lavam a roupa no chafariz da praça em frente de todos, moradores e turistas que frequentam a zona.

Hora, neste sábado à tarde, Joaquim David, de 47 anos, vítima de abandono social e doente, perdeu a vida, no local.

“Ele estava num estado de desânimo e acho que se deixou ir.”, conta José Gomes, um amigo da vítima. Dia sim, dia não, os sem-abrigo da praça recebem o apoio dos Serviços de Assistência de Organizações de Maria (SAOM). “Às vezes o Joaquim aceitava, outras vezes não.”, acrescentou o amigo.

Joaquim teria sido operado a um cancro na garganta há dois anos, e quando saiu do hospital e veio para a praça, mas nem sempre seguia os tratamentos, dizem os companheiros da vítima.

Na traqueostomia foi-lhe feita uma abertura na parede da traqueia e instalado um tubo de plástico para poder respirar. “Há dois dias perdeu o tubo. Para mim, ficou com dificuldades em respirar”, acrescenta Carlos Gomes, amigo de Joaquim.

Partilhar no Facebook
628 628 Partilhas

Fonte: JN · Crédito foto: JN