Seleção portuguesa de Síndrome de Down triunfa diante dos campeões do mundo

Grande vitória

Partilhar no Facebook
1,577 1.6k Partilhas

A seleção portuguesa de futsal de Síndrome de Down, venceu a atual campeã do mundo, a Itália, por 5-3 no primeiro jogo do Primeiro Campeonato da Europa de Futsal FIFDS.

A equipa portuguesa ganhou depois de ter marcado dois golos de César Morais (F.C. Porto), outros dois de Ricardo Pires (Movimento de Apoio de Pais e Amigos ao Diminuído Intelectual) e um golo de Luís Gonçalves (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas de Fafe), diz o Observador.

Esta quarta-feira, a seleção portuguesa tem mais jogos programados com a Turquia e com Itália. O primeiro jogo, Portugal-Turquia, acontece às 9h da manhã e uma hora mais tarde Portugal volta a jogar com a campeã do mundo, Itália. Portugal volta a jogar com a Turquia às 18h da tarde.

Vitória genial da seleção portuguesa neste primeiro campeonato da Europa, toda a equipa e mesmbros da equipa tecnica estão de parabéns.

A competição, que decorre entre 12 e 15 de novembro, em Terni, contempla ainda mais três jogos para Portugal.

Outras notícias:

Jovem rapaz com síndrome de Down salva a vida a duas meninas

Quando você vai à praia, provavelmente observa os seus filhos de perto. Mas é apenas uma questão de segundos para a corrente tirar uma pessoa de terra firme

Quando uma mãe viu a sua filha de 10 anos a serlevada pelas ondas perto da praia de Sabaudia, na Itália, ela entrou em pânico. Felizmente, um adolescente viu toda a cena e foi capaz de reagir rapidamente.

Valerio Catoia, um adolescente de 17 anos com síndrome de Down, viu a menina de 10 anos e outra menina de 14 anos serem levadas pela corrente. Elas gritaram por socorro e Valerio não esperou nem um segundo para ajudá-las.

Valerio e o pai saltaram à água e foram até às duas meninas. O pai ajudou a menina de 14 anos e Valerio foi resgatar a menina de 10 anos.

Normalmente, não é recomendado que as pessoas tentem ser heróis em tais situações. É muito perigoso ser levado pelas ondas, por isso é melhor deixar os salva-vidas fazê-lo. Mas Valerio nada desde os três anos de idade e até competiu na esperança de ir aos Jogos Paralímpicos. Além disso, Valerio havia recebido treino em primeiros socorros. Ele sabia o que fazer e como reagir nessa emergência.

Quando Valerio trouxe a menina de 10 anos sã e salva na praia, a mãe pegou a filha nos seus braços. Ela nunca agradeceu a Valerio. Mas o ato de heroísmo do jovem adolescente Síndrome de Down não passou despercebido.

O ex-primeiro ministro Matteo Renzi disse que a Itália como um todo está orgulhosa do que o adolescente fez. O ministro do desporto do país até premiou Valerio com o prêmio "Campeão da Solidariedade Italiana" e uma medalha e placa comemorativa.

Valerio aguarda ansiosamente o início das aulas e recomeçou a treinar, mais motivado do que nunca para chegar aos Jogos Paralímpicos. Ele disse que, embora a atitude das pessoas ao seu redor tenha mudado, ele permaneceu o mesmo.

Esse jovem é um verdadeiro herói! Bravo Valerio!

Partilhar no Facebook
1,577 1.6k Partilhas

Fonte: Observador · Crédito foto: Observador