Primeira vez que uma mulher consegue licença do trabalho para cuidar de cachorro doente

Mulher consegue licença paga para tomar conta de cão doente

Partilhar no Facebook
917 917 Partilhas

Isso aconteceu na Italia!

Ela não foi identificada, mas ganhou uma batalha legal que lhe garantiu uma licença paga pelo tempo que passou a cuidar do cão doente.

A professora da Universidade La Sapienza, em Roma buscou a ajuda dos advogados da Liga Anti-vivisecção, um dos maiores grupos defensores dos direitos dos animais na Europa e o juiz aceitou que a Universidade tinha a obrigação de acatar e cobrir financeiramente a ausência com o motivo de a professora estar cuidando de "problemas pessoais ou familiares sérios".

Ela recebeu o direito de tirar dois dias para poder tomar conta de Cucciola, a sua cadela de 12 anos, depois de esta ter sido submetida a uma cirurgia.

Os advogados se embasaram na lei italiana que diz que as pessoas não podem abandonar um animal em “grave sofrimento” já que podem ser presas por um ano ou multadas em até 10 mil euros.

O presidente da Liga ficou contente com o resultado e acha que esse é só o início para novas batalhas legais. “É um passo significativo para o reconhecimento de que os animais que não são mantidos para fins lucrativos ou pela sua habilidade para trabalhar são, efetivamente, membros da família”, afirmou, citado pela BBC.

Partilhar no Facebook
917 917 Partilhas

Fonte: NaM · Crédito foto: NaM