Presa por propor um trio a um polícia para evitar uma contravenção

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
91 91 Partilhas

Kira Mayer, uma supermodelo e estrela do Instagram, foi condenada a 18 meses de prisão por propor um trio a um policia na esperança de que ele esqueça o seu mau comportamento como condutora.

Quando dois policias interceptaram Kira ao volante do seu Mercedes em Moscovo, Rússia, a jovem de 24 anos não tinha permissão para conduzir e não respeitou os agentes de autoridade. Ela pontapeou os agentes e arranhou-os com as unhas porque eles disseram que ela não podia conduzir.

Kira supostamente perdeu a sua carta de condução há seis meses depois de fugir de um acidente, informaram os meios de comunicação locais.

"A polícia informou que ela não podia mais conduzir o seu carro e ela reagiu mal", dizia o relatório policial. "Ela gritou e tirou documentos das mãos dos agentes. Ela arranhou-os, pontapeou-os, insultou-os e até tentou fugir de carro. Claro, todas as suas tentativas falharam. "

Kira, em seguida, ofereceu aos agentes fazer sexo com ela, à vez, ou todos juntos, de acordo com o jornal russo Komsomolskaya Pravda.

Os dois policias recusaram educadamente a oferta da jovem e prenderam-na. Uma avaliação psiquiátrica foi solicitada.

No tribunal, Kira confessou ter agredido a polícia.

"Eu concordo com as acusações contra mim. Sinto muito e gostaria de me desculpar com as vítimas ", disse Kira.

"Quando estou inquieta, cometo erros. Mas eu estou a tentar aprender a me controlar ", acrescentou.

Kira, que tinha quase 150.000 fãs no Intagram, apagou a sua conta.

Não está claro o que vai acontecer a Kira quando ela completar a sua sentença de 18 meses. Será que vai encontrar dezenas de milhares de fãs ou levará uma vida mais tranquila? De qualquer forma, vamos esperar que Kira tenha aprendido a sua lição e que aprenda a respeitar as regras e a se controlar, mesmo em situações que não são de todo como ela quer que sejam.

Partilhar no Facebook
91 91 Partilhas

Fonte: Metro · Crédito foto: Courtoisie