Policia Britânica investiga morte de família portuguesa em Londres

Autoridades ainda não fizerem nenhuma detenção

Partilhar no Facebook
112 112 Partilhas

Policia Britânica investiga morte de família portuguesa em Londres

Autoridades ainda não fizerem nenhuma detenção

Uma família Portuguesa foi encontrada morta na sua casa em Twickenham, Londres. O primeiro corpo a ser encontrado morto foi de uma mulher de 40 anos chamada Laura e estava na sua própria casa. O corpo apresentava lesões que terão sido feitas com uma arma branca.

A policia Metropolitana de Londres iniciou de imediato as diligências para encontrar  o marido de 57 anos, e os filhos, de sete e dez anos.

Mais tarde a policia acabou por encontrar o corpo do homem e  dos dois meninos  a 140 quilômetros de distancia, em Birling Gap, uma área à beira-mar, perto de Eastbourne, no sul de Inglaterra. Birling Gap, conhecido pelas falésias brancas de calcário, é uma área frequentada por turistas e também cenário frequente de suicídios.

Ainda sem ter a identificação formal quando os corpos foram encontrados a  policia suspeitou imediatamente que se tratava da familia da mulher que foi encontrada morta. O automóvel encontrava-se perto do local.

As autoridades suspeitam que as mortes estão relacionadas. Segundo o correio da manha terá sido o homem de nacionalidade Portuguesa de 57 anis matar a mulher, pegando depois nos filhos para se dirigir de carro para a zona de penhascos a 140 quilómetros de casa. Aí terá atirado com o carro para o canal da Mancha, suicidando-se e arrastando para a morte os dois filhos menores. Uma “fonte oficial” da Scotland Yard citada pelo jornal adiantou que as mortes aconteceram no domingo mas os corpos “só foram descobertos no dia seguinte”.

Assim sendo a policia ainda não fez qualquer detenção relacionada com o caso, nem procura nenhum responsável.

Os cadáveres encontram-se numa morgue de Londres para serem autopsiados.

Partilhar no Facebook
112 112 Partilhas

Fonte: www.publico.pt · Crédito foto: www.publico.pt