Pai de bebé que foi torturado pelo padrasto fez justiça pelas próprias mãos

Agressor de bebé de 17 meses sob termo de identidade e residência

Partilhar no Facebook
267 267 Partilhas

Fonte oficial da PSP confirmou ao JN que o padrasto que torturou o menino chegou a formalizar uma queixa, na sequência de agressões de que terá sido alvo por parte de pessoas ligadas à família do menino

Como já todo o Portugal sabe, um homem de 32 anos foi detido por ser suspeito de agredir um menino de 17 meses de idade, filho da atual namorada. 

Bebé estava aos cuidados do homem detido

Segundo o pai do menino, tudo terá aconteceu no último domingo, quando a mãe da criança foi trabalhar e o menino ficou com o namorado dela.

Algumas horas depois, o homem de 32 anos ligou para a namorada para lhe dizer que o bebé caiu contra o berço, o que lhe teria provocado alguns ferimentos na cara.

A mãe foi a correr para casa e levou o filho ao hospital mais próximo.

Foi no hospital que os médicos e enfermeiros concluíram e comunicaram à mãe que os ferimentos não tinham sido provocados por uma queda mas sim por uma ou várias agressões.

O staff do hospital informou o Ministério Público que, em seguida, encaminhou o caso para a PSP. 

A Polícia por sua parte deteve o alegado agressor, a quem foi aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.

Esta terça-feira, à porta do Tribunal de Vila Franca,os familiares da vítima estavam claramente muito consternados com a situação, tendo, inclusivamente, prometido vingança.

Partilhar no Facebook
267 267 Partilhas

Fonte: JN · Crédito foto: JN