Nascida sem pernas ou braços, ela lamenta a morte do filho que sofreu bullying por causa da sua deficiência

Uma história muito emocionante.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Esta é uma das histórias mais comoventes do dia e vem do Reino Unido, onde o filho de uma mulher nascida sem pernas e sem braços morreu devido ao seu vício de drogas. Um vício que se desenvolveu por causa do assédio que sofreu na escola.

É o Guardian que conta a história de Alison Lapper, uma artista inglesa de 54 anos cuja vida acaba de tomar uma trágica reviravolta depois do seu filho Parys morrer de overdose. 

Parece que a overdose foi um acidente. O jovem tinha apenas 19 anos, mas teve uma vida cheia de dificuldades. 

De fato, o fato de sua mãe ter nascido sem braços e sem pernas causou-lhe imensos problemas. A primeira vez que os outros alunos viram a mãe foi demais. A partir desse momento, ele foi alvo de imensa intimidação que mudou a sua vida para sempre.

O The Guardian diz que rapidamente, o jovem Parys desenvolveu ansiedade e depressão. Ele usava drogas pesadas e roubava. Uma maneira de fugir aos porblemas que arruinou completamente a sua vida e que também acabou, infelizmente. O jornal britânico relata que, aos 16 anos, ele teve que ser tratado por causa dos seus problemas de dependência. Ele nunca foicapaz de se livrar deles e foi finalmente encontrado morto num motel em Worthing, Inglaterra.

Alison Lapper disse ao jornal britânico que ela tem muitos motivos para se orgulhar da vida que conseguiu levar. Na verdade, o The Guardian conta que ela posou para uma escultura de Marc Quinn enquanto estava grávida. Uma peça que hoje se tornou uma das mais famosas da Trafalgar Square em Londres. Ela também é formada em belas artes e é dona de uma casa à beira-mar, o que não é nada mau para alguém com essa deficiência.

No entanto, ela acredita que a sua melhor criação continua a ser o seu filho, relata o The Guardian. Uma prova muito bonita de amor para quem a vida nunca foi um longo rio calmo. Vamos torcer para que ela tenha momentos mais felizes nos próximos anos.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye