Mulher vence batalha contra a obesidade, mas ainda luta contra o preconceito

Mulher é criticada pelas suas pernas “asquerosas” – então, ela publica uma fotografia de perto e cala a boca ao mundo inteiro

Partilhar no Facebook
143 143 Partilhas

A americana Jacqueline Adan lutou contra o excesso de peso durante anos. A mulher chegou a pesar 220 quilos, e em pouco tempo, assim que decidiu mudar seus hábitos, ela perdeu150 quilos, algo impressionante e que demonstra a sua dedicação, mas a perda de peso rápida a deixou flácida e quando postou uma foto nas redes sociais recebeu críticas dizendo que suas pernas eram asquerosas

No início ela ficou desesperada com a sobra de pele, mas ela decidiu se orgulhar delas, pois mostravam sua mudança e evolução. 

Uma coisa que ela nunca pode fazer foi coloca maiô e quando finalmente teve coragem, um casal começou a rir de suas pernas e tirou fotos delas. 

Foi aí que ela resolveu se assumir e publicar a foto de suas pernas no Instagram e escreveu uma mensagem poderosa na descrição que fez o mundo a admirar. 

“Esse é o meu corpo e estou orgulhosa disso… Há algumas semanas atrás, eu estava de férias no México. Foi a primeira vez em muito tempo que ousei usar um maiô. Eu costumava esconder meu corpo. 

Eu estava nervosa quando fui até a piscina. Ainda me sentia como aquela garota que pesava 200 quilos. Foi assim que aconteceu. Um casal na piscina… começou a apontar e a zombar de mim. Você provavelmente está se perguntando o que fiz nessa altura. Eu respirei fundo e fui para a piscina de qualquer maneira. Pode parecer algo sem importância, mas para mim foi um momento importante. Eu havia mudado. Já não sou a mesma mulher.  

Sim, minha pele está esticada e solta e pendurada. Eu ainda me sinto insegura sobre meu corpo, e sim, as pessoas continuarão a rir. 

Para ser sincera, foi difícil ouvir o casal rindo de mim. Mas eu tinha decidido não permitir que outros me afundassem e me fizessem sentir mal. Não permitirei que as opiniões de outras pessoas me impeçam de viver a vida que eu quero.

Essas pessoas não me conhecem. Elas não sabem o quanto eu trabalhei para diminuir de peso. Elas não têm o direito de me apontar o dedo e rir. É por isso que eu sorri para eles. 

Essa atitude de Jaque fez todos entrarem em sua defesa e lembrar que não importa o que os outros pensam, o que importa é como se sente em relação a si mesmo. Devemos nos amar como somos e não nos importar com o que os outros dizem. Dar uma resposta à altura, ou simplesmente responder com a indiferença é o melhor remédio para combater o preconceito de certas pessoas. “Sempre existirão pessoas tentando afundar você, sempre foi assim e sempre será. O importante é que você se ame. Que você queira estar em seu corpo. Espero que você faça isso e mantenha um sorriso no rosto” 

Asquerosas são as pessoas preconceituosas e essas receberão da vida o que elas oferecem.

Partilhar no Facebook
143 143 Partilhas

Fonte: Histórias com valor · Crédito foto: Histórias com valor