Mulher que matou filho de 6 anos vê a sua pena ser reduzida para 7 anos

Susana Pereira atirou-se de ponte com o filho, de seis anos, tendo o menor perdido a vida.

Partilhar no Facebook
265 265 Partilhas

Em completo estado de desespero, Susana Pereira, atirou-se de ponte em Barcelos, com o filho de 6 anos ao colo, o menino acabou por perder a vida resultado deste ato.

Pela razão de estar desesperada é que o Supremo Tribunal de Justiça decidiu reduzir a pena da mesma para sete anos de prisão, em regime de internamento.

"A arguida confessou e manifestou arrependimento sincero, declarando que sofre diariamente. Beneficia ainda de apoio da família", acrescenta o STJ. 

Susana, de 38 anos, atirou--se de uma ponte para o rio com o filho Carlos, que tinha apenas seis anos. A mulher sobreviveu  à queda, mas o seu filho perdeu a vida. Ficou provado que a arguida estava num estado de desespero profundo devido a problemas no casamento, nomeadamente a suspeita de que o marido teria uma relação com outra mulher. A mulher decidiu tirar a própria vida e levar o filho por acreditar que ele iria sofrer com a sua ausência.

No recurso, Susana pediu para ser condenada por homicídio privilegiado, crime que tem pena máxima de cinco anos, mas os juízes rejeitaram essa hipótese, dizendo que a arguida não cometeu o crime sob o efeito de “emoção violenta”.

Eles relembraram que, 11 dias antes do sucedido, Susana tinha tentado lançar-se de uma outra ponte com o menor, o que para os magistrados revela uma reflexão prolongada.

Partilhar no Facebook
265 265 Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: bombeiros24.pt