Mulher descobre que o marido tem mais seis mulheres e treze filhos

Homem dizia ser agente da CIA para se desculpar do tempo que passava fora de casa

Partilhar no Facebook
561 561 Partilhas

Ela sabia que, por ser um importante agente da CIA, ele deveria desaparecer misteriosamente de casa. Missões, viagens súbitas ... o marido não tinha a vida de uma pessoa comum. E a sua tarefa era encobri-lo diante de parentes e vizinhos. 

Era assim que Mary Turner Thomson vivia em Edimburgo. Enganada.

Casada com William Allen Jordan, Thomson vivia uma fantasia durante anos. Ele era ideal: gentil com ela, atento às suas necessidades e um pai maravilhoso de dois pequenos.

No entanto, Jordan não era agente da CIA, nem gentil, atencioso e nem sequer pai maravilhoso. Pelo contrário. Ele escondia um segredo indescritível que Thomson descobriu graças a um telefonema inesperado.

"Eu conheci William online quando era mãe solteira com um bebé de nove meses. Foi lindo e eu escrevia-lhe o tempo todo. Começamos a sair e ele pediu-me em casamento depois de duas semanas. Eu disse não, mas ficamos noivos e depois casamos-nos, durou quatro anos ”, disse Thomson, 53, ao Daily Mail. 

Eram de tal magnitude as mentiras de Jordan que o fizeram acreditar que a sua amada esposa era um agente secreto da CIA trabalhando atualmente em conjunto com MI5, o serviço de inteligência doméstica britânica. Um submundo desconhecido para ela, que a fascinava mesmo assim.

Mas durante o tempo em que a Jordan tinha que se ausentar por causa das suas "missões", o "agente" aproveitava a oportunidade para visitar as suas outras famílias. Ele tinha outra esposa e ... 13 filhos no total com outras mulheres!

"Em 2004, enquanto estava grávida de Zach ele disse-me que alguém que ele conheceu numa operação secreta ia matar os nossos filhos, sequestrando-los, cortando-os em pedaços se não lhe desse dinheiro. Nesta fase, estava completamente sob o seu controle , então eu vendi tudo o que tinha, a minha casa, o meu carro, p meu seguro de vida, tudo ", lembra a vítima. No total, foram 200 mil libras que ela entregou ao impostor.

Tudo foi revelado em 2004. Quando uma mulher com o nome de Mischele Lewis telefonou para ela. "Você é Mary Turner Thomson? Você também, Sra. Jordan? Bem, eu sou a outra Sra. Jordan."

"Nós conhecemo-nos num café e conversa-mos durante 12 horas. Quando ele saiu às 6 da manhã seguinte, enviei-lhe uma mensagem e abandonei-o", disse Thomson, que escreveu um livro (O bígamo), onde ele explicou todo o seu drama . Jordan foi indiciado e sentenciado por bigamia e fraude. Também por posse ilegal de arma de fogo. Ele foi deportado para os Estados Unidos. 

Partilhar no Facebook
561 561 Partilhas

Fonte: Daily Mail · Crédito foto: Daily Mail