Morto aos 24 anos pelo seu cigarro eletrónico

Tenha cuidado se usa estes aparelhos

Partilhar no Facebook
68 68 Partilhas

O cigarro eletrónico está a ser considerado culpado depois da investigação sobre a morte de um homem de 24 anos em Fort Worth, Texas.

Em 27 de janeiro, William Eric Brown, 24 anos, foi a uma loja de vapers porque estava a ter problemas em usar o seu cigarro eletrónico. O gerente explicou então ao cliente que este modelo não era vendido na loja, uma vez que era frequentemente problemático, de acordo com a CBS.

Brown saiu da loja e tentou novamente usar o aparelho perto do carro. Foi quando o cigarro explodiu.

O gerente da loja rapidamente contatou os serviços de emergência quando percebeu que o rapaz precisava de ajuda do lado de fora da loja.

Brown foi transportado de ambulância para um hospital. Embora a equipe médica tenha sido informada de que o jovem tinha um pedaço de metal na garganta, ele nunca foi operado.

O cigarro eletrónico, explodindo, desintegrou-se e um pedaço de metal alojou-se na garganta da vítima.

Brown foi colocado em coma artificial e morreu dos seus ferimentos no dia 29 de janeiro.

O médico legista do condado de Tarrant confirmou que o jovem morreu depois de sucumbir a um derrame causado por uma artéria cortada durante a explosão do cigarro eletrónico.

Partilhar no Facebook
68 68 Partilhas

Fonte: TVA · Crédito foto: TVA