Menino de 6 anos vendeu limonadas para levar mãe a jantar depois do pai ter falecido

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Brady Campbell prometeu ao pai que cuidaria da sua mãe, então o menino de 6 anos abriu uma banca de limonada para ganhar dinheiro para levá-la a jantar-

O pai, Brandon Campbell, faleceu no dia 7 de julho, após uma batalha de seis meses contra o cancro de cólon no estágio 4. Ele tinha 37 anos.

No dia seguinte, Brady insistiu em vender limonada, nos arredores da sua casa em Denver, Colorado, disse a sua mãe Amanda Campbell à CNN. 

Ela disse que ele disse aos membros da família que queria que o dinheiro fosse para a levar a jantar.

"Eu acho que ele meio que inventou ele mesmo", disse ela, acrescentando que ele é "muito gentil".

Brady e o pai estavam a planejar a barraca de limonada há semanas e fizeram os sinais juntos.

"Simplesmente nunca aconteceu porque estava a chover ou Brandon se sentia doente", disse ela.

"O meu pai e eu tivemos a idéia de uma banca de limonada para levar a minha mãe a jantar porque eu não tinha dinheiro suficiente e queria pagar, então fi-lo", disse Brady à afiliada da CNN KDVR.

Amigos e familiares vieram mostrar seu apoio e um policia de Denver parou para ver o que estava a acontecer.

O agente fez uma chamada de rádio a outros socorristas que vieram rapidamente à Barraca.

"Tínhamos camiões de bombeiros e carros da polícia, imensos policias e bombeiros, eles deixaram-no borrifar água com a mangueira e levaram-no até à grande torre, e ele divertiu-se muito", disse Campbell.

Ela disse que Brady era um empresário experiente e faturou US $ 244.

"O meu marido ficaria orgulhoso porque ele era um empresário de muito sucesso, então eu tenho certeza que ele adoraria isto", disse Campbell.

Um vizinho montou uma arrecadação de fundos virtual GoFundMe, que está a arrecadar dinheiro para a família e para a pesquisa do cancro.

Ela disse que planeja fazer essas doações ao Brandon Campbell Memorial Fund no campus médico da Universidade do Colorado Anschutz e em Colontown, uma comunidade on-line para pacientes colorretais, sobreviventes e vítimas.

Eles ainda não saíram a jantar, mas Campbell disse que o seu filho já tem planos.

"Ele está meio que a planejar com um amigo nosso o que ele quer fazer", disse ela. "Ele quer me levar para sair durante toda a semana."

Brady começa o primeiro ano em breve e Campbell diz que ele sente a falta do pai, mas é muito resistente.

"Ele tem sido forte e tem-se preocupado mais comigo", disse ela.

Ela disse que era difícil para ele ver o pai - um corredor de maratona que acordava às 4 da manhã todos os dias para correr- sofrendo de cancro.

"Ele apenas diz: 'Estou feliz por ele não ter mais cancro. Estou feliz por ele não ter que sofrer'", disse ela.

"Acho que isso traz muita paz a Brady e a mim também".

Campbell disse que espera que a atenção que a sua história está a receber aumente a conscientização e incentive as pessoas a fazerem o teste de cancro de cólon.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: CNN · Crédito foto: NYDaily