Menina de 12 anos perde a vida depois de uma excisão que correu mal

Uma verdadeira tragédia.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Sem dúvida, temos a notícia mais revoltante do dia e vem do Egito, onde uma menina de 12 anos morreu após uma excisão que correu mal.

Na região de Assiut, uma menina de 12 anos morreu após uma excisão que deu errado. Os pais levaram-na ao médico para fazer a cirurgia, mas as coisas ficaram fora de controle.

A Wikipedia lembra “que uma excisão é a remoção de parte do tecido biológico. O termo é mais comumente usado para designar a remoção do capuz do clitóris, ou mesmo de todo o clitóris. Essa prática também é conhecida como mutilação genital feminina. Às vezes é acompanhada pela remoção dos pequenos lábios e pela sutura dos grandes lábios. Em 2016, entre as mais de 200 milhões de mulheres afetadas pos este flagelo no mundo, 44 milhões eram meninas com menos de 15 anos ”.

A coisa mais surpreendente nesta história é que uma lei que proíbe tal prática está em vigor no Egito desde 2008. A Wikipedia indica que o corte genital feminino ainda é perpetuado nesse país. Em 2015, ainda é praticado em massa ”. Além disso, a revista indica que 87% das mulheres entre 15 e 49 anos foram excisadas.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye