Menina de 12 anos morre após ter alta de urgência na CUF.

“Era uma menina bondosa e inteligente”

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Leonor, uma menina de 12 anos que morreu após ter ido duas vezes às urgências da CUF em Almada, tinha uma ruptura do baço, que só foi detectada nos exames que fez, mais tarde, no Hospital Garcia de Orta.

Quando o problema foi detetado pelos médicos da unidade de saúde pública, ele já era muito grave e irreversível para a criança, que durante vários dias se queixou de inúmeras dores mas que a médica que primeiramente a atendeu chegou a alegar que "era para chamar a atenção" o choro e as queixas insistentes de Leonor.

O Correio da Manhã diz que os médicos no Garcia de Orta descobriram a ruptura do baço após terem feito uma TAC ao tórax que revelou líquido nas membranas dos pulmões.

A mãe da menina continua a aguardar os exames da autópsia para decidir o que vai fazer. 

Entretanto a médica da CUF foi suspensa de funções e o Ministério Público já abriu um processo para averiguar o que aconteceu realmente neste caso que está a chocar Portugal.

"Era uma menina bondosa e inteligente", recorda a mãe, devastada com a morte da sua menina.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: CM