Médica tem relações com paciente que sofre de cancro na cama do hospital

Mulher de 37 anos perdeu a licença e não pode continuar a exercer medicina.

Partilhar no Facebook
630 630 Partilhas

Uma médica perdeu a sua licença médica por ter tido um caso com um paciente com cancro  com quem teve relações sexuais no seu leito hospitalar durante o tratamento.

A Dra. Theepa Sundaralingam, 37 anos, enviou mensagens sedutoras ao seu paciente depois os dois seguiram-se um ao outro no Instagram e trocaram números, um dia depois de ela lhe dar o diagnóstico devastador.

A oncologista, de Toronto, Canadá, começou a ter relações sexuais com o homem antes de ficar com ele durante o tratamento da sua doença e fazer sexo na sua cama de hospital.

Sundaralingam, que tratou o homem 23 vezes entre janeiro e julho de 2015 e uma vez em março de 2016, comportou-se "de uma maneira física, sedutora e sexual", determinou-se muma audiência disciplinar.

Ela uma vez o visitou no hospital depois de beber e envolveu-se em 'toque sexual mútuo'.

A médica "repetidamente pediu ao paciente  para apagar as mensagens e manter o relacionamento em segredo, já que ela estava preocupada que a faculdade tomasse conhecimento de seu relacionamento sexual e inadequado".

"Eu estava fisica e psicologicamente abalado e tinha acabado de sair de um relacionamento amoroso há pouco tempo. Naquela altura não consegui perceber o quão estava vulnerável e o poder que ela tinha sobre mim", disse durante a audiência.

A mulher foi alvo de um inquérito disciplinar e viu a sua licença para exercer medicina ser-lhe retirada. Já o homem, admitiu ter-se sentido abusado. 

Partilhar no Facebook
630 630 Partilhas

Fonte: DailyMail · Crédito foto: DailyMail