Matou a filha bebé com dois dias com um murro... Na prisão vingaram este crime

Homem foi encontrado morto

Partilhar no Facebook
1,536 1.5k Partilhas

Um homem de 28 anos confessou ter morto a sua filha recém-nascida de apenas dois dias ao dar-lhe um murro porque não parava de chorar.

A mãe de 21 anos tinha deixado a menina aos cuidados do pai para dormir um pouco. Deane disse à mulher que a bebé tinha caído, mas quando confrontado pela polícia, não conseguiu mentir e confessou o crime.  

Os ferimentos do bebé eram graves e estavam espalhados pelo cérebro, cara e corpo. "Ele disse que era responsável por todos os ferimentos que ela tinha e contou que Luna não parava de chorar e ele perdeu o controlo", afirmou Smith o procurador do caso.

A recém-nascida foi levada para o hospital de Leeds e morreu três dias depois. Segundo os médicos, Luna teve um traumatismo craniano, que a deixou com "lesões cerebrais catastróficas". 

O homem foi preso e morto por outro presidiário.

Partilhar no Facebook
1,536 1.5k Partilhas

Fonte: www.cmjornal.pt · Crédito foto: www.cmjornal.pt