Mãe tentou vender virgindade da filha de 13 anos por 21 mil euros

Irina Gladkikh foi condenada a quatro anos e meio de prisão depois de tentar vender a virgindade da filha a um pedófilo milionário.

Partilhar no Facebook
371 371 Partilhas

A ex-modelo russa Irina Gladkikh foi condenada a 4 anos de prisão por um tribunal do seu país por tentar vender a virgindade da sua filha de 13 anos a um homem por 19.000 libras (mais de 21.000 euros), informa o jornal The Sun.

De acordo com o site, Gadkikh, de 35 anos, viajou a Moscou para encontrar um homem que pagaria a quantia em dinheiro para fazer sexo com a sua filha. 

A mãe até obteve um atestado médico afirmando que a criança era virgem, segundo o tribunal durante o julgamento. 

"Viemos a Moscovo para nos encontrarmos com um homem rico, de maneira a obter uma ajuda financeira, depois de lhe proporcionar serviços sexuais com a minha filha" admitiu a acusada em tribunal.

Além disso, ela tirou fotos "sexualizadas" da sua filha para o suposto pedófilo, que era um polícia disfarçado. 

Atualmente, a criança vive com o irmão e a avó, que se tornou a tutora legal depois da mãe perder a sua guarda.

Partilhar no Facebook
371 371 Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: CM