Mãe apressa-se até à creche depois da sua bebé ter sido “atacada”: Alguns dias depois, as câmaras de vigilância revelam a verdade terrível

As marcas eram tão graves que Eliana precisou antibióticos.

Partilhar no Facebook
410 410 Partilhas

Mãe apressa-se até à creche depois da sua bebé ter sido “atacada”: Alguns dias depois, as câmaras de vigilância revelam a verdade terrível

Foi há pouco mais de um ano que Tracy Blinov deixou a sua filha de 7 meses, Eliana, na creche BusyHands em Montana, EUA, antes de ir para o trabalho.

Não demorou muito até receber uma chamada de um trabalhador da BusyHands… algo que nunca esquecerá.

Disseram a Tracy que a sua filha tinha sido mordida, por isso ela voltou à creche rapidamente.

Quando lá chegou, viu algo chocante, de acordo com as notícias de krtv.com

Eliana não tinha sido mordida apenas uma vez; toda a sua face estava coberta com marcas causadas por outra criança.

As dentadas entre crianças são algo comum – coisas assim acontecem em todo o mundo, todos os dias. O que mais preocupou Tracy foi a demora dos trabalhadores para ajudarem a sua filha. 

Depois de ver as imagens de segurança da creche, alguns dias depois do acontecimento, Tracy apercebeu-se que Eliana foi atacada durante cerca de um minuto e meio até as crianças serem separadas.

Ela tinha mais de dez marcas de dentadas na cara e no corpo. 

Depois do incidente, uma investigação iniciou, com o objetivo de descobrir a razão da demora dos funcionários.

A creche alega que acudiram Eliana quando a ouviram a gritar.

Dentadas anteriores

A menina de dois anos, responsável pelo ataque tinha acabado de entrar na creche.

Apenas uma semana antes, a bebé tinha sido expulsa de outra creche, por ter mordido uma criança.

Contudo, a mãe da criança não tinha informado a BusyHands sobre esse incidente, por isso a creche não o podia ter prevenido.

“A bebé entrou como um cliente novo, e negaram que ela mordia e não nos informaram que ela tinha sido expulsa da creche Little Griz, por ter mordido outra criança”, disse a patroa à ABC Fox Montana.

“Se nos tivessem dito, poderíamos ter respondido “Não a podemos acolher.””

As dentadas foram tão intensas, que Eliana teve de tomar antibióticos. Contudo, a pequena, apesar de ter a cara coberta de marcas, já estava bem-disposta alguns dias depois do acontecimento.

Aqui está o que Tracy escreveu sobre o incidente no Facebook:

“Ela hoje estava muito melhor. Estou contente por poder afirmar que as marcas e os inchaços estão a diminuir, é fantástico como os bebés são resistentes. Estou muito surpreendida pelo apoio. A ABC Fox Montana e KPAX vão escrever sobre ela.” 

A lei de Montana revela que cada funcionário adulto numa creche deve ser responsável, no máximo, por quatro bebés.

Depois do ataque a Eliana, contudo, a BusyHands anunciou que vão tentar reduzir o número de crianças a duas para cada empregado, de modo a assegurar que algo assim não se repete.

Obviamente, quando deixamos os nossos filhos em creches, esperamos que sejam cuidados; confiamos que não lhes vai acontecer nada de mal.

Qualquer pessoa com filhos, sabe que são precisos apenas alguns segundos para acontecer algum acidente.

Se demorou um minuto e meio até Eliana receber a ajuda que precisava, a creche deve tentar melhorar a sua prática. Claro, a mãe da criança devia ter avisado a creche sobre as dentadas. 

Espero que os pais de Eliana não temam em deixá-la numa creche novamente, e espero que a BusyHands se reorganize, para que as crianças estejam sempre a ser vigiadas.

Partilha este artigo com os teus amigos e familiares no Facebook se achas que a creche devia receber mais dinheiro, para contratar mais pessoas.

Partilhar no Facebook
410 410 Partilhas

Fonte: Newsner · Crédito foto: Newsner