Madrasta confessou como matou Gabriel

Madrasta confessou como matou o pequeno Gabriel

Partilhar no Facebook
1,098 1.1k Partilhas

Madrasta confessou como matou Gabriel

Gabriel desapareceu no dia 27 de Fevereiro quando saiu de casa da avo. Agora sabe-se que foi a madrasta que o "apanhou" e matou.

A madrasta do pequeno Gabriel de 8 anos, Ana Julia Quezada, com 43 anos e de origem dominicana condessou o que aconteceu na fatídico dia em que Gabriel morreu.

 Segundo o relato  naquele dia saiu de casa depois de Gabriel e que se encontraram na rua. A mulher alega que nessa altura começaram a discutir e que a criança a tentou agredir. De seguida, Ana Julia golpeou o enteado na cabeça com um machado e o pequeno Gabriel terá ficado inconsciente. Depois disso, estrangulou o menino até este morrer por asfixia.

Espanha ficou em choque com este crime e a catedral de Almería, sul de Espanha, não teve espaço suficiente para as milhares de pessoas que quiseram dizer um último adeus ao pequeno Gabriel. 

O funeral aconteceu na passada terça-feira, e os pais estavam a enterrar o filho quando a mulher confessou o crime. 

"O meu menino ganhou. Sabemos que está no céu, a brincar com os seus peixinhos, e a bruxa já não existe", disse a mãe da criança, Patrícia Ramírez, emocionada no final do funeral. 

No funeral foi toaca a musica preferida do menono‘Girasoles’, de Rozalén - em jeito de homenagem. O pai,  Ángel Cruz, esteve junto da ex-mulher sempre muito emocionado.

Desde que iniciaram as buscas para procurar o menino após ser dado o relato do desaparecimento, Ana Júlia, a madrasta mostrou-se sempre muito abalada quando acompanhava o pai da criança. O seu comportamento excessivo levantou suspeitas perante as autoridades.

A policia acredita que o que levou a mulher a matar a criança foram ciumes. Pai e filho tinham uma relação muito boa. Também não está excluída a hipótese da mulher ter pensado em extorquir dinheiro à família.

A mulher foi apanhada quando decidiu transferir o corpo do menino de um poço para outro local. A policia apanhou-a com o corpo no porta bagagens.No entanto esta não foi a primeira vez que a mulher mudou o corpo de sitio, já que a  policia já tinha procurado anteriormente o corpo nesse mesmo poço.

Partilhar no Facebook
1,098 1.1k Partilhas

Fonte: www.cmjornal.pt · Crédito foto: www.cmjornal.pt