Lusodescendente mata ex-namorada e mete o corpo numa mala

Javier da Silva, de 24 anos, foi preso nos Estados Unidos.

Partilhar no Facebook
211 211 Partilhas

Uma jovem norte-americana, Valery Reyes de 24 anos, foi assassinada e o cadáver da vítima, com as mãos e os pés atados com fita-cola, foi depois colocado numa mala de viagem, largada na floresta junto a uma autoestrada em Connecticut, nos Estados Unidos.

O corpo da jovem foi encontrado no dia 5, uma semana após ser dada como desaparecida. 

O principal suspeito é o ex- namorado, Javier da Silva, lusodescendente de 24 anos, que foi agora preso, após diligências da polícia: O homicida usou cartões bancários da vítima depois do crime. 

"Confesso que atei o corpo, guardei-o numa mala e abandonei-o, mas ela morreu por ter batido com a cabeça no chão enquanto fazíamos sexo", disse Javier ao ser ouvido em tribunal. 

A polícia apurou que o homem está em situação ilegal nos Estados Unidos. Tem dupla nacionalidade, portuguesa e venezuelana, mas disse ao juiz que quer ser extraditado para Portugal. 

O alerta tinha sido dado pela mãe, depois de a vítima, que vivia em Nova Iorque, ter ligado à progenitora em pânico a gritar que alguém a ia matar.

Partilhar no Facebook
211 211 Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: CM