Jovem de 23 anos morre depois de atear fogo em oficina para encobrir roubo

Gael Cunha morreu no incêndio, em Arcos de Valdevez.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Um incêndio numa oficina no concelho de Arcos de Valdevez, foi fatal para um jovem de 23 anos, na madrugada de sábado.  

Tudo indica que tenha sido o próprio Gael Cunha a atear as chamas, tendo em vista encobrir um furto. A namorada ainda o terá tentado ajudar e ficou ferida. O fogo destruiu o espaço, no rés do chão, e a casa do 1º andar, provocando um desalojado.

O alerta foi dado pelas 02h30. Com o proprietário da oficina Moto Racing 21 fora do País, Gael terá invadido a mesma numa provável situação de furto - é esta a primeira linha de investigação das autoridades. 

Para apagar eventuais pistas, terá recorrido ao fogo, mas causou uma violenta explosão e foi fatalmente atingido.

"O impacto foi tão forte que eu fui projetado da cadeira e quase bati com a cabeça no tecto. Vim cá fora e vi a oficina em chamas. Ouvi os gritos de um homem, mas não conseguia voltar a casa para ir buscar o telemóvel porque já não via nada", referiu ao CM Amadeu Cardoso, que ficou desalojado.

A namorada tentou salvar o namorado e sofreu ferimentos graves. Foi assistida no hospital de Ponte de Lima, mas, face à gravidade da situação, foi transferida para o Porto. "Quando chegámos ao local, as chamas já deflagravam a grande velocidade mas conseguimos conter as chamas à oficina", explicou fonte dos bombeiros de Arcos de Valdevez. A Polícia Judiciária de Braga investiga o caso.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: CM