Jovem de 18 anos acusa dois policias de algemá-la e violá-la durante as horas de serviço.

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Uma jovem mulher de 18 anos acusou dois policias de Nova York de prendê-la e depois estuprá-la. O mais horrível é que isso teria acontecido nas horas de trabalho dos policias.

De acordo com o New York Daily News, dois detetives e o seu supervisor tiveram que entregar os crachás e as armas de fogo, pois estão atualmente a ser investigados internamente.

A suposta vítima disse: "Eu fiqui completamente devastada por esta violação. Agora, cada vez que vejo uma polícia, fico em pânico".

Esta confiou-se mesmo sobre o assunto nas redes sociais sob o nome de Anna Chambers

A jovem disse que estava a conduzir o carro com dois amigos para Coney Island quando dois policias a mandaram parar. Os jovens amigos teriam atraído a atenção da polícia, já que estavam a fumarcannabis.

De acordo com o advogado da jovem mulher, Michael David, ela foi algemada e depois transportada para um lugar deserto. Os dois oficiais obrigaram a vítima a fazer sexo. 

A jovem deveria ter recebido tratamento no Hospital de Nova York após o assalto em Setembro.

Os arguidos não negaram que tiveram relações sexuais com a jovem. No entanto, afirmaram que a vítima tinha consentido.  

Um porta-voz da polícia de Nova York assegurou ao público que uma grande investigação interna estava em andamento.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye