Imagens de uma família a celebrar um feriado muçulmano no quintal criaram polêmica

Um verdadeiro choque de culturas.

Partilhar no Facebook
427 427 Partilhas

Esta é, sem dúvida, uma controvérsia que não tem lugar para ser, mas está a dar muito que falar nos últimos dias. De fato, uma família muçulmana a celebrar o Eid no quintal criou uma controvérsia em Londres sob o pretexto de que haveria uma grande quantidade de carne na parte de trás da casa.

É o Daily Mail que relata esta notícia que divide os londrinos há uns dias, uma família muçulmana que celebrou o Eid no seu jardim criou polémica em Londres sob o pretexto de que haveria uma grande quantidade de carne nas traseiras da casa. Wikipedia lembra que Eid "cujo nome completo é Eid al-Adha significa" Festa do Sacrifício "é o mais importante festival islâmico e celebra o fim do Ramadã". O costume é sacrificar ovelhas ou cabras para fazer uma grande refeição em família. Uma festa muito convivial, às vezes vista com maus olhos pelas pessoas que não conhecem a cultura muçulmana.

Este é o caso do vizinho desta família muçulmana que vive no leste de Londres. De fato, desde a sua varanda elw tirou fotos do quintal da família e as imagens são impressionantes. Você pode ver uma grande quantidade de carne espalhada por toda a superfície. Imagens que podem chocar se realmente não conhecermos o contexto. Dê uma vista de olhos nas duas fotos abaixo.

O Daily Mail disse que o vizinho entrou em pânico e decidiu ligar para o departamento de saneamento da cidade para fazerem uma inspeção à casa e dissuadir a família muçulmana de fazer tipo de prática no seu quintal no futuro. A família realmente não gostou desse ataque e explicou que não fez nada de errado. Celebra simplesmente como todos os anos o feriado mais importante da sua religião.

Este caso teve tamanha magnitude que a Fundação Ramadhan interferiu na defesa da família. A fundação explica que as reações dos vizinhos são uma reação racista associada ao medo dos outros e à diferença. Em suma, tudo pode ser resumido a ignorância.

De qualquer forma, é uma notícia a ser seguida porque a organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação disse que o abate de animais deve ser feito num matadouro. É difícil acreditar que essa tradição de sacrifício de animais seja um problema hoje, como tem acontecido em muitos países ocidentais desde o início dos tempos. Também é surpreendente ver tal controvérsia chegar a Inglaterra, um país conhecido por ser muito tolerante.

Partilhar no Facebook
427 427 Partilhas

Fonte: Daily Mail · Crédito foto: Courtoisie Voisin