Notícias : Homem leva mulher em carrinho de mão para levantar reforma em Elvas
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Homem leva mulher em carrinho de mão para levantar reforma em Elvas

Episódio caricato esconde dura realidade.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
5,757 5.8k Partilhas

Um casal de idosos foi visto numa situação caricata: o homem transportava a mulher num carrinho de mão para ir buscar a reforma e deslocar-se até à farmácia para ir comprar medicamentos. Tudo se passou na manhã desta quarta-feira, 7 de outubro, em Elvas, no Alentejo.

De acordo com a PSP da cidade de Elvas, terá sido a primeira vez que o casal se deslocou daquela forma, e numa distância relativamente considerável. Da casa deles até ao sítio onde foram encontrados, terão percorrido cerca de 2,5 km.

Esta situação, no entanto, tem uma razão de ser. A senhora não se pode deslocar pelos próprios meios e o senhor precisava que alguém assinasse por si no ato de levantar a reforma (uma vez que é analfabeto), a solução que arranjou para “resolver o seu problema” foi esta meneira no mínimo caricata.

Alertados para a situação, foram os bombeiros que acabaram por ajudar o casal a movimentar-se pela cidade, cumprindo os afazeres que tinham destinados para aquele dia, levantar a reforma e comprar os medicamentos para o mês, levando-os de seguida até casa.

Segundo a PSP, a Câmara de Elvas “está a agilizar” uma forma de transportar uma vez por mês o casal, para que os dois não tenham que se sujeitar àquilo a que se sujeitaram ontem. As autoridades vão  acompanhar o caso, verificando inclusivamente as condições de habitabilidade da residência do casal que, pelas imagens disponibilizadas pela Rádio Elvas, parecem ser muito precárias.

Outras notícias:

Bombeiro que esteve em coma vai receber somente 267 euros de pensão de invalidez

Rui Rosinha, bombeiro que esteve em coma vai receber somente 267 euros de invalidez depois de ter ficado 3 meses em coma na sequência dos incêndios de 2017

Rui tem actualmente uma incapacidade física na ordem dos 85 por cento, o que lhe dá somente direito à pensão de 267 euros por mês.

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva, foi questionado por 4 deputados sobre complementos a que  bombeiro ferido possa ter direito.

Os deputado questionam se “existe, no atual quadro de apoios sociais, alguma possibilidade de apoio financeiro a este cidadão que possa acrescer à sua futura pensão de invalidez de 267 euros”.

Revelam ainda que “os meios necessários à sua digna subsistência e à continuação dos tratamentos que a sua condição exige”

O bombeiro depende neste momento de terceiros e a esposa, Marina Rodrigues, foi obrigada a pôr baixa psiquiátrica para o poder apoiar.

O casal tem dois filhos, de 10 e 13 anos, ambos estão a ser acompanhados em pedopsiquiatria.

Em Portugal trabalha-se demais e ganha-se de menos!

A Organização Internacional do Trabalho revelou que Portugal é o país da zona euro onde mais se trabalha, e um dos países com o salário médio mais baixo.

Um recém-publicado relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), conclui que os portugueses auferem em média 1.094 euros e trabalham 1.852 horas por ano.

Portugal está entre os países com o menor salário médio da zona euro. O país encontra-se no 12º lugar entre quinze países analisados pela OIT que observou 17 indicadores sobre o mercado de trabalho em cerca de 200 países. Ao mesmo tempo, é no nosso país que são dedicadas mais horas ao trabalho anualmente.

Segundo os dados da organização, o salário médio em Portugal era de 1.094,7 euros em 2012, o último ano com dados disponíveis. Entre outros países da zona euro mencionados no documento, este montante é superior apenas ao da Eslováquia (888 euros), Estónia (887) e Letónia (685).

Por outro lado, os três países com os salário médios mensais mais elevados são o Luxemburgo, com 4.171 euros, a Finlândia (3.206) e a Bélgica (2.955). A França ficou em quarto lugar (2.738) e a Alemanha em quinto (2.538). A Espanha está dois lugares acima de Portugal, ficando em décimo lugar, com um salário médio de 1.883 euros. 

Partilhar no Facebook
5,757 5.8k Partilhas

Fonte: NaM
Crêdito foto: NaM

Goste/partilhe