Homem entra no hospital de Peniche e dá três facadas a um médico

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
347 347 Partilhas

Desentendimento antigo, cujas razões ainda não se sabem, terá estado na origem da agressão à facada a um médico, ao início da tarde desta segunda-feira, no Hospital de Peniche. O médico, que tem 60 anos, sofreu ferimentos numa perna mas está livre de perigo. O agressor, de 64 anos, foi detido e será presente amanhã, terça-feira, a um juiz de instrução criminal.

De acordo com innformações da PSP, o atacante entrou no hospital com uma faca de cozinha na mão, foi até ao gabinete do médico-cirurgião e esfaqueou-o três vezes na zona da coxa. Depois daas agressões, foi imobilizado pelos seguranças da unidade de saúde, até que a polícia chegou e o deteve. Os motivos que levaram à agressão ainda estão a ser investigados, mas fonte da PSP disse que estarão relacionados "com um problema antigo" entre médico e agressor, sem especificar se se trata de um desentendimento a nível pessoal ou ligado à atividade profissional da vítima.

O médico foi levado para o Hospital das Caldas da Rainha, mas o seu estado era estável e não corria perigo de vida. Já o autor das agressões foi levado para a esquadra da PSP de Peniche, onde irá passar a noite. Por determinação do Ministério Público, a investigação do caso ficará a cargo da PSP. De acordo com a administradora do Centro Hospitalar do Oeste, Elisa Balza, o agressor é um doente com "patologia psiquiátrica" que recorre com frequência ao hospital de Peniche, onde conhece os profissionais de saúde e as instalações, pelo que afasta qualquer hipótese de falta de segurança naquela unidade hospitalar.

Partilhar no Facebook
347 347 Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: VLP