Furacão Lorenzo provoca rasto de destruição. Mais de 50 pessoas desalojadas

Furacão destruiu porto das Flores ​

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Furacão Lorenzo provoca rasto de destruição. Mais de 50 pessoas desalojadas

Furacão destruiu porto das Flores

A passagem do furacão Lorenzo pelo arquipélago dos Açores provocou a destruição do porto das Lajes das Flores  "o molhe do porto ficou destruído e há uma série de edifícios que estão destruídos. Existem também embarcações e contentores que não resistiram à força do mar, assim como quatro embarcações de pesca, a lancha de passageiros da Atlânticoline e a própria lancha da Autoridade Marítima, que por incrível que possa parecer foi a que menos sofreu" explicou o capitão do Porto de Santa Cruz das Flores.

A secretária regional da Saúde dos Açores, que tutela a Proteção Civil, Teresa Machado Luciano, disse ao início desta tarde aos jornalistas que o furacão Lorenzo provocou mais de 170 ocorrências e obrigou ao realojamento de mais de 50 pessoas.

"Em termos de ocorrências, 171, sendo que temos 66 no Faial, 23 nas Flores, 28 no Pico, 21 em São Jorge, oito na Graciosa, 20 na Terceira, duas em São Miguel e três no Corvo", referiu Teresa Machado Luciano.

Segundo a governante, foi necessário realojar 53 pessoas em três ilhas: "quatro em São Jorge, 42 no Faial e sete nas Flores".

Esta manhã foi ainda equacionada a possibilidade de se retirar uma centena de pessoas nas Lajes do Pico, por precaução, mas afinal foram apenas 50.

Entre as ocorrências, as mais comuns foram "quedas de árvores, inundações, vias destruídas e galgamentos costeiros", mas são os prejuízos no Porto das Lajes das Flores, o único porto comercial da ilha, que merecem maior preocupação do executivo açoriano. "A ocorrência mais grave, muito complicada, é a questão do molhe de proteção do Porto das Lajes das Flores, que ficou totalmente destruído", frisou Teresa Machado Luciano.

O furacão Lorenzo perdeu entretanto força e está a deslocar-se rumo à Irlanda.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.dn.pt · Crédito foto: www.dn.pt