Fisco absolve vários milhões à banca, à EDP e até mesmo ao próprio Estado

“Para uns Imposto Infernal, para outros Paraíso Fiscal.”, disse uma ex-deputada

Partilhar no Facebook
9,200 9.2k Partilhas

De acordo com Correio da Manhã citando a Autoridade Tributária, 300 contribuintes beneficiaram, no passado ano de 2017, de perdões fiscais.

Naturalmente lguns mais do que outros. Os contribuintes que mais beneficiaram destes perdões são:

  • EDP - 108 milhões de euros 
  • Câmara Municipal do Porto - 87,9 milhões 
  • Câmara Municipal de Lisboa - 44,9 milhões
  • Universidade do Minho - 36,6 milhões
  • Estado Português - 49 milhões
  • Banca - 30 milhões
  • Galp - 20 milhões

Joana Amaral Dias, antiga partidária e militante do Bloco de Esquerda, e ex-Deputada na Assembleia da República, entre 2002 e 2005 fez um comentário relativamente a este assunto nas redes sociais que se tornou viral:

"Para uns Imposto Infernal, para outros Paraíso Fiscal. E sempre para os mesmos, já se sabe: banca com os seus delinquentes financeiros e energia. Só a EDP- que nos rouba na factura todos os meses -conseguiu maximizar os seus benefícios fiscais e ter um desconto superior a 108 milhões. Ao cidadão comum a autoridade tributária não perdoa nem 10 cêntimos. Incha, contribuinte. Embrulha."

Partilhar no Facebook
9,200 9.2k Partilhas

Fonte: CM · Crédito foto: CM