Ex-acompanhante de luxo revela o que realmente querem os homens

Ex-acompanhante já dormiu com mais de 10 mil homens

Partilhar no Facebook
1,751 1.8k Partilhas

Ex-acompanhante já dormiu com mais de 10 mil homens

Gwyneth Montenegro trabalhou como acompanhante de luxo durante 15 anos, depois de ser violada aos 18, e agora lança um livro a falar sobre a experiência de ter dormido com mais de dez mil homens.

Durante 12 anos Gwyneth Montenegro foi acompanhante de luxo e dormiu com mais de 10 mil homens. A mulher australiana de 39 anos decidiu agora escrever um livro onde revela os truques para ter sucesso no sexo.

"O tabu secreto é o livro onde Gwyneth ensina os profissionais do sexo a serem bem sucedidas.

Para a ex-acompanhennte os homens gostam de se sentirem desejados:"Eles querem uma mulher excitada. É a fantasia principal deles", afirma.  A mulher ainda diz que uma das coisas mais importantes é que pareça "que estamos a gostar, mesmo que estajamos só a fingir". "Eles são homens comuns que só querem diversão, e querem saber que nós também nos estamos a divertir", continua. 

Para ela uma mulher não tem de ter um peito extremamente grande já que a maioria dos hmens prefere a sensação de seios reais.

"Um dos segredos pouco conhecidos neste mundo, é que há muitos homens que procuram mulheres que não são tão sensuais, que não dão tanto nas vistas, que não são tão bonitas, porque se sentem tímidos e às vezes insuficientes", revelou. 

Gwyneth deixa conselhos a quem quer ter sucesso no mundo do sexo, e diz que não é preciso "a mulher ser fatal, mas que quando estiver preparada e se sentir confortável e confiante com o corpo, vai passar a ter uma ótima atitude e energia e vai ser vista como uma profissional". "Há muitas mulheres diferentes, de todas as formas, idades, tamanhos, a ganhar dinheiro com o corpo", afirma a ex-acompanhante.  

Foi um grave acidente de carro que obrigou Gwyneth Montenegro a repensar a sua vida. Assim, aos 29 anos decidiu contar a verdade aos pais, uma vez que eles pensavam que a jovem era modelo, e abandonou a indústria do sexo. Apostou na carreira de aviação comercial mas um diagnóstico de insuficiência renal impediu-a de obter a aprovação médica para manter a licença.

Assim, regressou ao trabalho como acompanhante de luxo, onde se manteve até aos 33. Nessa altura, começou um curso de programação neurolinguística e, juntamente com um sócio, criou uma empresa.

A mulher revela que decidiu escrever o livro para ajudar e incentivar outras melhores a terem sucesso na profissão:"Muitas raparigas vêm ter comigo e revelam que estão a desanimadas, amarguradas e com dificuldades de dinheiro... Como é que poderia ficar quieta, quando sei disto? Com a minha experiência com os 10.091 homens, não preciso de mais conhecimento, decidi passá-lo", conclui a autora do livro

Agora, Gwyneth Montenegro lança o livro ‘10.000 Men and Counting’ com o objetivo de desencorajar outras mulheres a seguirem um percurso idêntico ao seu: “Espero fazer aqueles que pensam tornar-se acompanhantes pensar duas vezes porque, depois de entrarem neste mundo, é difícil sair. A ideia de eu impedir que alguém tome a decisão de entrar na indústria do sexo significa muito para mim.”

Partilhar no Facebook
1,751 1.8k Partilhas

Fonte: www.cmjornal.pt · Crédito foto: www.cmjornal.pt