Este astuto juiz muda o papel dos abusadores de animais com uma dose do seu próprio remédio

Um verdadeiro amigo dos animais!

Partilhar no Facebook
876 876 Partilhas

Quando lemos histórias sobre crueldade contra animais, muitas vezes ficamos irritados. Os agressores normalmente não têm o que merecem. E quando têm dinheiro, têm a sua liberdade mais facilmente. Parece que não há nada para os dissuadir de começar de novo…

Michael Cicconetti é um juiz de Ohio que sempre amou os seus cães. O seu primeiro foi um Dachshund chamado Herman que agora vive com Kasey, um Boiadeiro de Berna. 

O seu amor pelos animais levou-o a se tornar um juiz reconhecido pelas suas sentenças exemplares para pessoas que abusam de animais. Sempre respeitando a lei, claro, mas o juiz não hesita em pôr estas pessoas em situações embaraçosas ou desagradáveis.

Por exemplo, a uma mulher que manteve o seu cão sob condições horríveis de insalubridade, o juiz ordenou que passasse 8 horas no lugar mais mal-cheiroso da lixeira local. 

“Quero que vá para a lixeira do condado, quero que procurem o lugar que cheire pior e que a deixem lá durante 8 horas amanhã. Pense acerca do que fez ao cão enquanto cheira o lixo. Se tiver que vomitar, vomite”, disse ele. 

Outra mulher que abandonou 35 gatinhos na floresta foi condenada a passar uma noite sozinha nessa mesma floresta, para além de passar tempo na prisão e ter que pagar uma multa. 

“Gostaria de ser deixada numa floresta à noite, ouvir coiotes… ouvir guaxinins à sua volta durante uma noite escura, sentar-se ao frio sem saber quando vai ter a sua próxima refeição, sem saber se vai ser salva?”, perguntou o juiz Michael Cicconetti. 

Michael Cicconetti acredita que cada uma das suas decisões que fizeram manchetes servirão como advertência para as pessoas antes de atacarem um animal indefeso. Ele agora está a trabalhar para estabelecer um registo de abusadores de animais, bem como um registo de predadores sexuais.

Parabéns a este juiz!

Partilhar no Facebook
876 876 Partilhas

Fonte: Entérate de algo · Crédito foto: Entérate de algo