Eles castram um violador atiçando um pitbull nele

Todos os detalhes no interior.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Uma gangue mexicana decidiu tomar o assunto por conta própria quando soube que um homem na casa dos trinta teria violado uma mulher na Cidade do México. Em vez de usar o sistema de justiça, eles algemaram o homem, tiraram-lhe a roupa e atiçaram um pit bull nele.

Os cinco homens da quadrilha cercaram o homem de 30 anos para impedi-lo de escapar enquanto o cão desvastava as suas partes íntimas.

"Parem, deixem-me agora, parem!", gritava o homem enquanto os outros cinco assistiam à cena, de acordo com o Daily Mail. Um dos homens teria até colocado a mão na boca do homem para impedir que os seus gritos fossem ouvidos.

Um vídeo da cena circulou na web, mas as imagens são difíceis demais para mostrarmos. No vídeo, vemos um segundo pitbull a aproximar-se, mas ele não participa.

Nas imagens, fica claro que o suposto violador teve apenas uma ferida aberta entre as duas pernas.

Foi a gangue mexicana que decidiu publicar as imagens violentas desse "acordo de contas" como um aviso a todos aqueles que gostam de atacar as mulheres da cidade.

Segundo os meios de comunicação locais, as técnicas de tortura usadas pelas gangues mexicanas são cada vez mais cruéis. E esses tipos de ataques estão a tornar-se mais comuns, pois dezenas de mulheres são violadas todos os dias na cidade.

"Uma das mulheres afirma ter sido violada pelo homem no vídeo", relatou DonDiario.

Em 2015, houve 12,6 casos de violação por 100.000 habitantes, mas as autoridades acreditam que o número de casos reais é muito maior porque muitas mulheres decidem nunca se queixar.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye