Brasil: Mulher é amarrada a árvore por casal que lhe arranca o bebé da barriga

Mara Cristiana da Silva estava à espera de bebé há oito meses.

Partilhar no Facebook
157 157 Partilhas

Um casal foi preso no Brasil  depois de arrancar o bebé do ventre de uma mulher grávida de oito meses. 

A mulher acusada do seu assassinato, Angelina Rodrigues, "sempre sonhou em ter uma menina", segundo um parente. 

O corpo de Mara Cristiana da Silva ficou aberto. Após a descoberta do corpo da mulher, a polícia prendeu Rodrigues, juntamente com o marido, Roberto Gomes da Silva.

Mais tarde, Rodrigues confessou ter embriagado a mulher antes de lhe abrir o útero, segundo a polícia. 

Apesar de ter dito na confissão que o seu marido Gomes da Silva não participou no crime, a polícia duvidou que ela pudesse ter cometido o ato sozinha, de acordo com um porta-voz. 

Ele disse: "Acreditamos que o marido e uma terceira pessoa participaram, mas isso dependerá de uma investigação policial. A mulher acusada do seu assassinato, Angelina Rodrigues, "sempre sonhou em ter uma menina"

Ela estava grávida de oito meses quando foi morta e o seu bebé foi arrancado do seu corpo "Testes mostram que Angelina não está grávida e acreditamos que o crime foi premeditado.”

A tia da vítima, Euza Ribeiro, disse ao site brasileiro do G1 que Ferreira se aproximou de Da Silva depois de descobrir que ela estava grávida de uma menina. 

O cadáver da jovem brasileira foi encontrado amarrado a uma árvore pelo pescoço e com um grande corte na barriga. Já o bebé permanece no hospital, onde está sob vigilância médica, depois de ter sofrido também um corte na cabeça. 

Partilhar no Facebook
157 157 Partilhas

Fonte: cmjornal · Crédito foto: cmjornal