“Aqui está o meu pai a cortar a relva da minha mãe, eles divorciaram-se há 28 anos atrás”

Fotos cheias de emoções.

Partilhar no Facebook
182 182 Partilhas

Muitas vezes vemos histórias de casais que se separam. De facto, todos os dias, aprendemos que uma pessoa traiu o ou a parceira ou que uma disputa entre amantes se transformou em drama.

Mas esquecemos ao mesmo tempo que às vezes há algumas histórias de separação  não se transformam em pesadelo. Certamente, essas separações são sempre tingidas de tristeza, mas isso não impede que as pessoas se continuem a ver e a poder contar uns com os outros.

Um usuário acabou de partilhar a história dos seus pais e você entenderá rapidamente por que queremos que a partilhe também: 

"Aqui está o meu pai a cortar a relva na casa da minha mãe, eles estão divorciados há 28 anos.

A minha mãe tem problemas nos joelhos e o meu padrasto trabalha fora da cidade. Quando um dos meus primos mais novos me perguntou por que o meu pai estava a cortar a relvada minha mãe, eu disse-lhe que era porque ela precisava de ajuda e o meu pai sabia que ela não podia sair de casa, então ele fez isso.

Isto é o que os pais são. E eu posso considerar-me sortudo por ter 4 pais que sesabem respeitar uns aos outros e especialmente, que sabem que o importante é mostrar aos filhos (mesmo que tenham 32 anos) como devemos tratar os outros, como amar a sua família, independentemente do que aconteceu no passado.

O meu pai estava comigo de férias no Texas. Ele não mora no mesmo local onde a minha mãe mora. Não só ele fez isto pela minha mãe, mas ele fê-lo enquanto estava de férias.

O meu pai não quer ser visto como um santo, ele só quer mostrar aos outros que se pode agir e fazer bem aos outros, e que às vezes é apenas o suficiente fazer um pequeno serviço como cortar a relva a alguém em necessidade.

O meu pai diz que não fez isto para ser agradecido ou louvado. Ele disse-me que minha mãe e ele haviam decidido durante o divórcio que, independentemente de não estarem juntos, se haviam amado num momento das suas vidas e que o amor ainda importava. Se eles quisessem que os seus filhos se tornassem boas pessoas, eles teriam que se tornar também  boas pessoas.

Eu sou muito sortudo em ter pais assim. Sei que os meus pais fariam o impossível um pelo outro, porque somos uma família ”.

Partilhar no Facebook
182 182 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye